Notícias

Data: 04.07.18

Julho das Pretas tem início na Bahia com coletiva de imprensa

A agenda nacional do Julho das Pretas teve início e, marcando o começo das atividades na Bahia, foi realizada coletiva de imprensa organizada pela Rede de Mulheres Negras da Bahia no CEAO – Centro de Estudos Afro-Orientais/UFBA, no bairro 2 de julho, nesta quarta (04 de julho).

Criado em 2013 pelo Odara – Instituto da Mulher Negras, o Julho das Pretas é uma agenda conjunta e propositiva com organizações de mulheres negras da Bahia para celebrar o 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela.

Participaram da coletiva comunicadoras e ativistas do Afoxé Kambalagwanze, Coletivo Abayomi, Coletivo Angela Davis, CESE, Koinonia- Presença Ecumênica, Correio Nagô, Instituto Odara, Grupo de Mulheres Alto das Pombas, Associação Papo de Mulheres, entre outras organizações e grupos populares.

Por meio de atividades como rodas de conversa, seminários, oficinas, audiências públicas, conferências, sarau de poesia, talk show, performance artísticas, marchas e atos político cultural, o Julho das Pretas se revela como um grande ato político coletivo para dar visibilidade às estratégias de enfrentamento das mulheres negras, urbanas, rurais, da floresta, das águas, das periferias, da universidade, jovens, lésbicas, quilombolas, trabalhadoras domésticas, comunicadoras, das religiões de matriz africana, entre outras.

Com agenda nesta edição em todas as regiões do país, o Julho das Pretas 2018 tem como slogan “Mulheres negras movem o mundo”. “Não imaginávamos uma mobilização tão grande no pós-marcha [Marcha das Mulheres Negras, realizada em Brasília, em 2015], o pipoco de instituições de mulheres que brotaram”, relembra a representante do Coletivo Abayomi, Lindinalva de Paula, complementada em seguida. “Esses encontros qualificam nossa ação, a mover o mundo com autonomia, do jeito que a gente quer. E nós temos o melhor momento histórico para população negra. Nunca vivemos um momento tão propício para isso”, convoca à ação a coordenadora executiva do Odara, Valdecir Nascimento.

CONFIRA AQUI A PROGRAMAÇÃO NA BAHIA