Equipe da agência suíça HEKS EPER visita a comunidade de Ilha de Maré – Ecumenismo | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Ecumenismo Notícias

Data: 15.04.19

Equipe da agência suíça HEKS EPER visita a comunidade de Ilha de Maré

A equipe de Heks Eper, agência suíça que apoia a CESE, esteve em Salvador neste sábado (14) para visita de monitoramento do Programa País – Quadriênio 2016-2020.  Para demonstrar o alcance e efeitos da parceria com a agência, foi organizada visita a comunidades da Ilha de Maré, que vivenciam sucessivas violações de direitos decorrentes da crescente presença de petroquímicas no entorno da Baía de Todos os Santos.

O Museu Vanderlei Pinho abriga a história da chegada das comunidades quilombolas à região

A parte da manhã e início da tarde foi destinada ao Toxic tour, que consiste em uma visita guiada por pescadoras e marisqueira à baía de Aratu, na orla entre os municípios de Salvador, Simões Filho e Candeias. A proposta foi denunciar a contaminação industrial que abate a região, debatendo sobre os impactos ambientais e sociais sofridos pelas comunidades locais.

Após o Toxic Tour, foi realizada roda de diálogo com mulheres, crianças, e jovens moradores da Ilha de Maré. No momento, os pescadores, pescadoras e marisqueiras compartilharam não só as resistências que travam diariamente, mas contaram as histórias de seu povo, as riquezas naturais e culturais as quais alimentam o sonho, a utopia e a gana para permanecerem, unidos e unidas, em seus territórios ancestrais.

Ao som do hino “Cerca nas águas, derrubar!”, entoado pela comunidade e visitantes, energicamente, a visita a Ilha de Maré foi finalizada, com pedido de que a agência Heks Eper se some à mobilização e seja também uma porta-voz do processo de criminalização que as lideranças locais tem sofrido e das violações aos direitos humanos dos povos da região.