Marcha das Margaridas alerta para uso exagerado de agrotóxicos no Brasil

Milhares de mulheres de todo o país estarão reunidas na capital federal para a 5ª edição da Marcha das Margaridas.  A caminhada que deve reunir cerca de 70 mil pessoas, com a participação também de homens, acontece no próximo dia 12 de agosto, e segue do estádio Mané Garrincha em direção ao Planalto dos Ministérios.

A marcha, criada no ano de 2000, leva este nome em homenagem a sindicalista Margarida Maria Alves, assassinada na porta de casa em 12 de agosto de 1983. A líder inspira os manifestantes na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

O tema da marcha deste ano é desenvolvimento sustentável com democracia, justiça, autonomia, igualdade e liberdade para as mulheres. A segurança alimentar é outra preocupação das militantes, que alertam para o uso indiscriminado de agrotóxicos no campo, principalmente a pulverização aérea, que além de contaminar a água dos rios, provoca problemas respiratórios na população.

A implementação do Pronara (Programa Nacional de Redução de Agrotóxicos), instituído em 2014, que reúne governo e sociedade civil para discutir sobre o assunto, também está na pauta de reclamações. O evento ainda será marcado por seminários e espaços interativos de discussão sobre as reivindicações.

Ao final da marcha, as militantes esperam encontrar a presidente Dilma Rousseff para que suas solicitações possam ser atendidas. A expectativa da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), organizadora do evento, é ter algum posicionamento do Governo no sentido de potencializar cada vez mais a produção alternativa de alimentação saudável, com o compromisso da redução do uso de agrotóxicos em todo o país.

Para Edjane Rodrigues, da Federação dos Trabalhadores da Agricultura no Estado do Alagoas (FETAG-AL), entidade apoiada pela CESE, o encontro estimula ainda mais o movimento. “A Marcha das Margaridas reúne mulheres de todos os cantos do país, são mulheres de todas as cores, todos os jeitos, diversos cabelos. A Marcha será o resultado das construções que fizemos, dos momentos que nos emocionamos e que também nos fortalecemos. Esse dia será histórico em nossas vidas”.

Para quem não pode acompanhar de perto, este ano a Contag transmitirá ao vivo pelo seu portal a Marcha das Margaridas. Basta acessar o site da organização.


Warning: Use of undefined constant rand - assumed 'rand' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/cese/www/acervo/2017/wp-content/themes/ribbon/single.php on line 35

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *