CEBIC promove formação sobre o uso adequado de mídia sociais para Igrejas e Comunidades de Fé – Ecumenismo | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Ecumenismo Notícias

Data: 01.11.21

CEBIC promove formação sobre o uso adequado de mídia sociais para Igrejas e Comunidades de Fé

 

O CEBIC- Conselho Ecumênico Baiano de Igrejas realizou uma formação na área de comunicação sobre como otimizar o uso das mídias sociais nas Igrejas e Comunidades de Fé.  A formação, realizada de forma virtual, nos dias 20 e 27 de outubro,  contou com a presença de 25 pessoas e foi ministrada pela Profa. Dra. Magali Cunha. Magali é jornalista, pesquisadora, doutora em ciências da comunicação, colunista da revista Carta Capital e editora-geral do Coletivo Bereia, canal de checagem de notícias falsas (Fake News). O curso teve o apoio da CESE, que faz parte do CEBIC.

 

 

Com objetivo de apresentar orientações e dicas práticas para aplicação nas mídias sociais, a jornalista abordou temas como: a diferença de redes e mídias sociais,  formas adequadas de enviar mensagens em grupos de Whats app, orientações técnicas para ampliar a interação, engajamento e participação das pessoas no Facebook e Instagram além de dicas para melhorar a produção textos, vídeos e até podcasts para distribuição na mídias dos grupos de igrejas.

A pesquisadora também dedicou parte do curso para alertar e orientar como as igrejas podem enfrentar a propagação das ”Fake News” em suas comunidades de fé, através de ações de enfrentamento da desinformação, como a checagem dos materiais recebidos por grupos de whats app e em outras mídias. Para Magali, as mídias sociais são protagonizadas por ultraconservadores: ‘’ É necessário inserir profundidade comprometida com os valores da fé cristã, mas não só, é preciso compreender como opera o mundo digital para presença estratégica nele. É preciso disputar esse espaço para uma sociedade mais saudável e justa”.

Bianca Daébs, Assessora para Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso da CESE e Pastora da IEAB- Igreja Episcopal Anglicana do Brasil ressaltou que o curso despertou o interesse das Igrejas porque qualifica a comunicação institucional, dá ferramentas para o enfrentamento das “Fake News” e contribui para reduzir seus impactos nessas comunidades: ’’Promover uma formação qualificada e comprometida com a perspectiva profética do Evangelho de Jesus para as Igrejas e Comunidades de Fé é um dos importantes objetivos do CEBIC na Comunidade Ecumênica na Bahia’’, afirmou Bianca.

Sobre o CEBIC

O CEBIC – Conselho Ecumênico Baiano de Igrejas Cristãs, é composto pelas igrejas Católica Apostólica Romana, Episcopal Anglicana do Brasil, Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Católica Apostólica Independente, Igreja Presbiteriana Unida do Brasil, Igreja Batista Nazareth, Igreja Evangélica Antioquia, Igreja Ortodoxa Siriana e Comunidade da Trindade. A Igreja Metodista foi aceita em caráter especial, até que haja uma manifestação de sua liderança. Três organismos também compõem o CEBIC: a Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE, o Fórum Inter-religioso de Saúde do Recôncavo e o CEPESC- Centro de Pesquisa, Estudo e Serviço Cristão. O CEBIC é o interlocutor, na Bahia, do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs – CONIC, responsável anualmente pela realização da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos e outros eventos ecumênicos no Brasil.