CESE manifesta solidariedade a indígenas Guarani Kaiowá vítimas de violência policial – Ecumenismo | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Ecumenismo Notícias

Data: 29.08.18

CESE manifesta solidariedade a indígenas Guarani Kaiowá vítimas de violência policial

É com preocupação que a Coordenadoria Ecumênica de Serviço recebe notícias do ataque ao território tradicional Kaiowá de Dourados – Amambai Pegua I, em Caarapó (Mato Grosso do Sul) por forças policiais, que forçaram a expulsão de indígenas que se encontravam na região da fazenda Santa Maria.

De acordo com indigenistas, helicópteros sobrevoaram a região e policiais feriram indígenas com balas de borracha. A polícia ainda avançou sobre o território de Guapoy – cuja posse já é garantida aos indígenas por meio de Suspensão de Segurança advinda do Supremo Tribunal Federal.

A razão para o ataque, na versão de jornais de Dourados, é que indígenas teriam sequestrado funcionário de fazenda – fato negado pelas lideranças do local. Na realidade, uma liderança kaiowá foi capturada e presa recentemente.

A CESE, que tem como política referencial a defesa de territórios originários e tradicionais e já realizou duas missões ecumênicas junto aos povos Guarani Kaiowá, manifesta solidariedade a esses povos, que vêm resistindo a sucessivas violências há séculos, na luta pela garantia de suas terras ancestrais. Exigimos também que a Justiça brasileira se posicione diante da ilegalidade desses ataques e finalmente assegure a demarcação de terras indígenas já prevista na Constituição Federal de 1988.

(Imagem indígenas Guarani e Kaiowá)