Comunicação

Podcasts

A CESE produz podcast para divulgação de temas relevantes que fortalecem nossa missão, além de conteúdos utilizados pela equipe de formação em oficinas, seminários e rodas de diálogos. Você pode acessar os conteúdos por aqui ou através dos nosso tocadores  ou através dos links abaixo:

PODCAST ”Guardiões e guardiãs da floresta: direito territorial e clima na Amazônia Mudanças climáticas na Amazônia”

Nesta série especial do podcast Guilhotina, produzida em parceria com o Jornal Le Monde Diplomatique Brasil, nosso foco é a Amazônia e o protagonismo dos povos e comunidades tradicionais no enfrentamento às mudanças climáticas, por meio da ótica dos seus direitos territoriais. Através das narrativas dessas comunidades, iremos contar como os seus modos de vida desempenham um papel fundamental na resolução da crise climática e na manutenção das florestas em pé, dos campos, das águas e dos territórios cheios de vida. Colocando em destaque a preservação dos direitos territoriais dessas populações, vamos conhecer a contribuição dos povos indígenas, das comunidades quilombolas, das mulheres, dos extrativistas e de outras populações tradicionais para a conservação da Amazônia.

Episódio 1

“O papel dos fundos comunitários no direito territorial e clima na Amazônia”

Neste primeiro episódio, a gente conversa sobre os fundos comunitários da Amazônia e seu papel na luta pela justiça climática e socioambiental no território. Os fundos comunitários e autônomos são mecanismos de gestão direta e compartilhamento de recursos com comunidades locais. Nesta estreia temos três entrevistados: Aurélio Viana, da organização Tenure Facility; Maria Alaídes, do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu; e Maria das Graças, do Fundo Dema.

Acessar Podcast

Episódio 4

Povos tradicionais e a seca na Amazônia

Eventos climáticos extremos na Amazônia são o tema do quarto e último episódio da série Guardiões e Guardiãs da Floresta. Rios secos, mortandade de peixes e cidades cobertas por fumaças agora são fenômenos frequentes. Para falar sobre o tema, a série entrevista Jéssica Souza, do Memorial Chico Mendes, para entender os impactos desses eventos extremos sobre as comunidades tradicionais; Daniel Arimã, chefe da brigada indígena Tenharim, sobre o aumento de queimadas e incêndios criminosos; e Ayan Santos Fleischmann, pesquisador de Análise Geoespacial, Ambiente e Território Amazônico do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

Acessar Podcast

Episódio 2

“Gestão ambiental e proteção territorial na Amazônia”

Desta vez, a série traz a discussão sobre gestão ambiental e proteção territorial na Amazônia. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam com o Dione Torquato, extrativista do Amazonas e integrante do Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais, Taynara Caragiu Guajajara, da Terra Indígena Rio Pindaré (MA) e integrante dos Guardiões da Floresta, grupo formado por indígenas Guajajara e que fazema vigilância dos seus territórios, e Josana Costa, coordenadora nacional do Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais,

Acessar Podcast

Episódio 3

“Gestão ambiental e proteção territorial na Amazônia”

Desta vez, a série traz a discussão sobre gestão ambiental e proteção territorial na Amazônia. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam com o Dione Torquato, extrativista do Amazonas e integrante do Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais, Taynara Caragiu Guajajara, da Terra Indígena Rio Pindaré (MA) e integrante dos Guardiões da Floresta, grupo formado por indígenas Guajajara e que fazema vigilância dos seus territórios, e Josana Costa, coordenadora nacional do Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais,

Acessar Podcast

PODCAST ” Território Vivo: o combate às mudanças climáticas no Cerrado

Nesta série especial, produzida em parceria com o Jornal Le Monde Diplomatique Brasil, mostramos o papel desempenhado por povos e comunidades tradicionais do Cerrado no combate às mudanças climáticas sob a perspectiva dos direitos territoriais. Por meio das narrativas das comunidades, vamos mostrar como seus modos de vida são fundamentais para superar a crise climática, dando ênfase à importância de povos indígenas, comunidades quilombolas, mulheres, extrativistas e outras populações tradicionais terem seus direitos territoriais garantidos.

ePISÓDIO 1

Mulheres da Terra: o Cerrado somos nós

Neste primeiro episódio, falamos sobre as comunidades de apanhadoras de flores e de quebradeiras de coco babaçu, que representam dois modos de vida com forte protagonismo de mulheres. Elas resistem à violência do agronegócio e da mineração contra seus povos e territórios, principalmente, na região do Matopiba.

Acessar Podcast

Episódio 2

Comunidades de Fundo e Fecho de Pasto: vozes da resistência

Nesta edição, vamos falar sobre as comunidades tradicionais de Fundo e Fecho de Pasto, principalmente as do oeste da Bahia, que enfrentam diversas violações por conta do avanço do agronegócio. Elas estão inseridas na região do Matopiba, formada por áreas majoritariamente de Cerrado nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Acessar Podcast

Episódio 3

Marco Temporal e a lógica capitalista: os desafios dos Povos Indígenas no Cerrado

Desde o início da colonização, os povos indígenas resistiram a diferentes formas de violência, que sempre buscaram retirá-los de seus territórios de origem. Neste episódio, vamos falar sobre essas populações do Cerrado e os desafios que enfrentam para se manter no território e resistir a iniciativas como o Marco Temporal (Projeto de Lei 490).

Acessar Podcast

ePISÓDIO 4

Desigualdades entrelaçadas: Gênero, Raça e Classe nos territórios do Cerrado

Neste especial abordamos o combate às mudanças climáticas sob a perspectiva dos direitos territoriais dos povos e comunidades tradicionais do Cerrado, em especial as que estão inseridas na região do Matopiba. E, neste episódio, vamos falar sobre as comunidades quilombolas e sobre como as questões de gênero, raça e classe estão interligadas na defesa do território e também nas ameaças sofridas por essas populações.

Acessar Podcast

PODCAST ” No Rastro das Lutas:

Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil”, é uma produção do jornal Brasil de Fato em parceria com a CESE. A série abordará a luta dos movimentos no passado e no presente para mostrar que os direitos conquistados até aqui não vieram de graça e as disputas continuam até hoje.

Episódio 1

Movimento indígena na construção da democracia

O primeiro episódio da série traz a luta dos povos indígenas a partir dos depoimentos de Chico Apurinã, membro da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) e Cristiane Julião Pankararu, articuladora do Voz das Mulheres Indígenas.

Acessar Podcast

Episódio 2

Após 10 anos da PEC das domésticas, categoria ainda luta por direitos

Neste segundo episódio de No Rastro das Lutas: Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil, vamos falar sobre as lutas para conquista e efetivação dos direitos das trabalhadoras domésticas no Brasil. Nele ouvimos Luisa Batista, coordenadora geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas – FENATRAD, e Cleusa Aparecida da Silva, Coordenadora da Casa Laudelina de Campos Mello.

Acessar Podcast

Episódio 3

Mais de 520 pessoas foram resgatadas de trabalho análogo à escravidão este ano no Brasil

O trabalho análogo à escravidão em suas formas modernas é o tema desta terceira reportagem da série No Rastro das Lutas, Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil, produzida em parceria entre o Brasil de Fato e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).

Acessar Podcast

Episódio 4

Empreendimentos de energia limpa ameçam convivência com Semiárido

No quarto episódio da série “No Rastro das Lutas”,  movimentos e organizações contam sobre estratégias de convivência com o semiárido e o avanço dos grandes empreendimentos das chamadas energias limpas.

Acessar Podcast

Episódio 7

Comunidades quilombolas resistem ao tempo e apontam caminhos para a efetivação de direitos

O sétimo episódio da série No Rastro das Lutas, Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil, traz o longo histórico de luta e resistência dos povos quilombolas no país. Esta produção é uma parceria entre o Brasil de Fato e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), que completa 50 anos de atuação em 2023.

Acessar Podcast

Episódio 10

Ecumenismo, há décadas, na defesa dos direitos humanos e democracia

O décimo episódio da série “No Rastro das Lutas: Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil” conta um pouco sobre o pouco do papel do movimento ecumênico nessa longa caminhada pela construção democrática e fortalecimento dos direitos humanos no país.

Para nos falar sobre a trajetória do ecumenismo e sua relação com os direitos humanos no país, temos duas presenças muito especiais neste episódio. A reverenda Magda Guedes, bispa episcopal anglicana, atual presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC).

E o teólogo e pastor luterano Walter Altmann, que ao longo da sua vida pastoral já exerceu cargos como presidente do Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI) e moderador do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), além de membro do Conselho da Federação Luterana Mundial (FLM) e presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil.

Esta produção é uma parceria entre o Brasil de Fato e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), que completa 50 anos de atuação em 2023.

 

Acessar Podcast

Episódio 5

Direitos das pessoas com deficiência avançam no país, mas a inclusão plena ainda está distante

A luta por direitos das pessoas com deficiência tem uma longa história no Brasil de muitas conquistas, mas também com um longo caminho a ser percorrido. Pelo menos desde 1980, as PCDs se organizam no país para garantia e luta por direitos. E é sobre essa trajetória de luta que trata a quinta reportagem da série No Rastro das Lutas, Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil, produção em parceria entre o Brasil de Fato e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).

Acessar Podcast

Episódio 8

O passado e o presente de lutas das mulheres pescadoras

Há muito pouco tempo atrás, as mulheres não podiam se cadastrar como pescadoras nas colônias. Foi apenas no final da década de 1980 que o Brasil teve a primeira mulher eleita presidenta de uma colônia de pescadores, Joana Mousinho, pescadora do município de Itapissuma (PE). Esta oitava reportagem da série No Rastro das Lutas: Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil conta justamente a história dessa longa caminhada feita pelas mulheres pescadoras na busca por direitos e garantia de seus modos de vida. Esta produção é uma parceria entre o Brasil de Fato e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).

 

Acessar Podcast

Episódio 6

Com terceira maior população prisional no mundo, Brasil precisa avançar na luta pelo desencarceramento

A luta pelos direitos das pessoas encarceradas e pelo desencarceramento se mistura à história dos direitos humanos no país. Atualmente, o Brasil tem a terceira maior população prisional do mundo, ultrapassando as 830 mil pessoas em 2022. E neste sexto episódio da série No Rastro das Lutas: Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil, nós vamos falar sobre essa caminhada dos movimentos populares na luta pelos direitos da população encarcerada no país.

Acessar Podcast

Episódio 9

Luta Antirracista: “Se maioria está alijada do poder, lógico que não existe democracia!”

Este nono episódio da série “No Rastro das Lutas: Movimentos populares abrindo caminhos para a democracia e direitos no Brasil” traz a história da longa trajetória do movimento antirracista no Brasil. Antes mesmo que existisse democracia no país, o movimento negro já lutava pela criação de uma sociedade mais justa e igualitária.

Acessar Podcast

Podcast “Não bote fé nas fake news”

A série “Não bote fé nas fake news” é uma produção do podcast Guilhotina, do jornal Le Monde Diplomatique Brasil, em parceria com a CESE. Ela analisa o fenômeno das fake news e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação.

Episódio 1

Fundamentalismo religioso, internet e divulgação de mentiras

O episódio de estreia da série “Não bote fé nas fake news” acompanha a história da pastora Romi Bencke, secretária-geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), alvo de mentiras espalhadas por extremistas religiosos. Também participa a Profa. Dra. Magali do Nascimento Cunha editora-geral do Coletivo Bereia, canal de checagem de fatos especializado em religião.

Acessar Podcast

Episódio 2

O uso da mentira nas eleições

O segundo episódio da série dialoga sobre as relações entre desinformação e eleições, trazendo a fala de Rosely Morais Sampaio, uma das coordenadoras da Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito em Minas Gerais. A organização é uma das responsáveis pelo projeto de checagem “Mentiras do Éden”, especializado em notícias que envolvem o mundo religioso. O episódio traz também o testemunho de Wesley Teixeira, evangélico e liderança da Coalizão Negra por Direitos e do Movimento Negro Unificado, alvo de fake news e outros ataques quando se candidatou ao cargo de vereador no Rio de Janeiro em 2020.

Acessar Podcast

Episódio 3

Fake news e a pandemia entre povos indígenas

No terceiro episódio da série “Não bote fé nas fake news”, Bianca Pyl e Luis Brasilino recebem Clarice Tukano, da Terra Indígena do Alto Rio Negro, e a jornalista e antropóloga Mariana Mandelli, coordenadora de comunicação do Instituto Palavra Aberta, organização que atua em defesa da liberdade de expressão e pela responsabilidade na comunicação. Em pauta, a desinformação espalhada por grupos religiosos entre povos indígenas durante a pandemia, em especial as mentiras envolvendo falsas consequências da vacinação.

Acessar Podcast

Episódio 4

Como a internet e as redes sociais favorecem a divulgação de mentiras

O quarto episódio da série analisa como a internet e as redes sociais favorecem a divulgação de mentiras. Este capítulo traz o depoimento de Mãe Jaciara Ribeiro, filha da ialorixá baiana Gildásia dos Santos e Santos, que foi a inspiração para a criação do Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado em 21 de janeiro. Mãe Gilda sofreu um infarto após se deparar com uma manchete de jornal racista e mentirosa, que atacava as pessoas de religiões de matriz africana. O episódio traz ainda entrevista com o sociólogo Sérgio Amadeu, professor da Universidade Federal do ABC, pesquisador de redes digitais e criador do podcast Tecnopolítica.

Acessar Podcast

Episódio 5

Como combater a expansão de mentiras

O último episódio da série “Não bote fé nas fake news” explora diferentes formas para combater a desinformação. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam com Ana Regina Rêgo, professora associada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Piauí e idealizadora da Rede Nacional de Combate à Desinformação. Antes da entrevista, ouvimos o relato de Roseline Santana, mais
conhecida como Mãe Rosa de Oxum, vítima de fake news em Vitória da Conquista, na Bahia. E, antes de terminar, acompanhamos a mensagem da pastora da Igreja Presbiteriana Unida (IPU) e diretora da CESE, Sônia Gomes Mota.

Acessar Podcast

Podcast “Mobilizar recursos para fortalecer a luta!”

A série “Mobilizar recursos para fortalecer a luta” traz cinco episódios com dicas e informações para ajudar os movimentos sociais a se planejar e organizar formas de obter recursos para suas ações e projetos. Com formato de programa de rádio, os arquivos multimídia abordam diversos temas; como a importância da sustentabilidade, do relacionamento com possíveis doadores/as, da comunicação e do planejamento para mobilização de recursos.

A iniciativa é realizada em parceria com o Programa Virando o Jogo, que tem como um dos seus objetivos fortalecer as capacidades das organizações e movimentos sociais nesta área.

Episódio 1

Sustentabilidade

Abrindo os trabalhos, o primeiro episódio do programa traz uma prosa sobre sustentabilidade.
Para ser sustentável, uma organização precisa levar em conta os seguintes pilares: foco na missão e nos valores, gestão e atividades fim integradas e uma rede de relacionamentos bem sólida.

Acessar Podcast

Episódio 2

Mobilizar recursos

O segundo programa da série traz um papo sobre mobilização de recursos. Mobilizar recursos não é só sobre dinheiro: é a ação de buscar apoio político, financeiro, material, de pessoal etc. para contribuir com as ações de sustentabilidade de uma organização. Quermesses, rifas, jantares para arrecadar fundos, projetos aprovados e doações, tudo faz parte da arrecadação de recursos. Saiba mais sobre este assunto neste episódio.

Acessar Podcast

Episódio 3

Motivos para doar

No terceiro episódio, vamos falar sobre os motivos para doar! Você sabia que doação não é só sobre dinheiro? Doações financeiras ou de produtos, apoio técnico, colaboração por meio de voluntariado são alguns exemplos de como instituições, empresas e pessoas podem colaborar com organizações e movimentos sociais. Entenda um pouco mais sobre estes motivos no episódio 3.

Acessar Podcast

Episódio 4

Comunicação

No quarto episódio, vai rolar um papo sobre comunicação, um importante instrumento para fortalecer relacionamentos com quem apoia nossa causa, conquistar novos apoios e para defender e garantir nossos direitos. Se ligue nas nossas dicas sobre como utilizar a comunicação de forma estratégica para fortalecer a luta e alcançar reconhecimento da sociedade.

Acessar Podcast

Episódio 5

Planejamento

No último episódio, vamos falar sobre planejamento, fundamental para garantir o sucesso de qualquer atividade. O planejamento estratégico nem sempre é fácil, mas apenas projetos bem planejados tendem a ser bem sucedidos. O mesmo vale para a mobilização de recursos. Mas não pense que planejar é um “bicho de sete-cabeças”! Com passos simples e etapas bem definidas, fica mais fácil ter um bom desempenho nas ações.

Acessar Podcast