CONIC participa de audiência com a ministra Cármen Lúcia – Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Notícias

Data: 15.08.18

CONIC participa de audiência com a ministra Cármen Lúcia

O Prêmio Nobel da Paz, o argentino Adolfo Perez Esquivel e o integrante da greve de fome (saiba mais aqui) Frei Sérgio Görgen, foram recebidos em audiência pública pela presidente do STF, Cármen Lúcia, nesta terça-feira, 14. Esquivel e Frei Sérgio estavam acompanhados de uma comissão formada por juristas, artistas, escritores e lideranças de organizações da sociedade civil, entre eles, a secretária-geral do CONIC, Romi Bencke.
Na pauta, destaque para o Brasil pós ruptura democrática e suas consequências na vida dos trabalhadores e das trabalhadoras, sobretudo no que diz respeito ao aumento do desemprego e da pobreza. Outro ponto da pauta foi o encarceramento do ex-presidente Lula.
Esquivel fez questão de lembrar à presidente do STF do estado de exceção em que o país se encontra desde o golpe de estado, que tirou a presidenta legítima Dilma Rousseff. “Falamos do que está acontecendo no Brasil e na América Latina. Para que eles [ministros] tomem consciência de que Lula é um preso político reconhecido por várias nações. Precisamos encontrar uma saída justa para o povo brasileiro”, relata.
A jurista Carol Proner, uma das autoras do livro “Comentários a um Acórdão Anunciado – O Processo Lula no TRF-4”, falou da questão jurídica da presunção da inocência e do papel do Judiciário nas eleições de 2018.
O ator Osmar Prado, também presente, revelou que a presidente do STF ouviu os relatos do grupo com atenção e acredita que ela saiu sensibilizada.
Ato inter-religioso antes da audiência
Horas antes, foi realizado em frente ao STF, bem próximo do gabinete da ministra, um ato inter-religioso “em defesa da democracia e pelo combate à fome”. Os organizadores foram manifestantes que desde segunda-feira (13) estão chegando a Brasília para apoiar, nesta quarta (15), o registro da candidatura de Lula no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Fonte: CONIC com agências (RBA e PT)
Foto: Comunicação da Greve de Fome