Divulgado resultado do edital Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas – Movimentos Sociais | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Movimentos Sociais Notícias

Data: 30.08.22

Divulgado resultado do edital Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas

Já está disponível o resultado final do edital “Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas “. Ao todo, 17 projetos foram selecionados – cinco a mais do que o previsto inicialmente. Foram recebidas 64 propostas vindas de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, em áreas do MATOPIBA. Confira abaixo quais foram as organizações selecionadas:

 

 Título do Projeto   Nome da Organização  Estado
JUVENTUDE EM DEFESA DO TERRITÓRIO SAGRADO  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS TRABALHADORES RURAIS QUILOMBOLAS E DEMAIS MORADORES DA COMUNIDADE DE SANTA LUZIA  MA
COZINHA SUSTENTÁVEL DO CERRADO MARANHENSE – COMA  ASSOCIAÇÃO DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DE BALSAS – APROB  MA
MULHERES EXTRATIVISTAS- FORTALECER O APROVEITAMENTO DO COCO BABAÇU COMO INSTRUMENTO DE PROMOÇÃO DE SEGURANÇA ALIMENTAR E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL  ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES EXTRATIVISTAS BABAÇU É VIDA – AMEBV  MA
DO QUINTAL PARA MESA – COMUNIDADES QUE SUSTENTAM AGRICULTURA  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E AGRICULTURA – ACESA  MA
REDE TOMA CORDA CAROLINA- POTENCIALIZANDO O PROTAGONISMO DE MULHERES AGRICULTORAS ATRAVÉS DE NOVOS SISTEMAS ALIMENTARES NO CERRADO SUL MARANHENSE  ASSOCIÇÃO DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DO CANTO GRANDE E REGIÃO – APPR  MA
RESISTÊNCIA E VIDAS AGROECOLÓGICAS NO ACAMPAMENTO PADRE JOSIMO  ACAMPAMENTO PADRE JOSIMO  TO
BEM VIVER NO CERRADO- MULHERES QUILOMBOLAS NA AGROBIODIVERSIDADE  ARTICULAÇÃO DE MULHERES NEGRAS E QUILOMBOLAS DO TOCANTINS – ALAGBARA  TO
RESGATANDO E MANTENDO ABELHAS NATIVAS SEM FERRÃO NO TI KRAHÔ  ASSOCIAÇÃO PAPÃM KRA  TO
FORTALECIMENTO DOS ROÇADOS COM A AÇÃO DAS MULHERES KRAHÔ  ASSOCIAÇÃO HAHI DE MULHERES KRAHÔ  TO
OS SISTEMAS AGROFLORESTAIS (SAFS) – FRUTICULTURA INTEGRADA COM LAVOURAS E HORTALIÇAS  COOPERATIVA DOS AGRICULTORES DA REFORMA AGRÁRIA E DE PEQUENOS PRODUTORES – COOPERAMAZÔNIA  TO
MULHERES E JUVENTUDE- PRODUÇÃO ALIMENTAR E AUTORGANIZAÇÃO EM DEFESA DO TERRITÓRIO  ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA COMUNIDADE DE JOÃO BARROCA ARATICUM  BA
MULHERES GUARDIÃS DAS SEMENTES QUE GERAM VIDAS – TROCA DE SEMENTES CRIOULAS  MOVIMENTO DE MULHERES UNIDAS NA CAMINHADA  BA
FORTALECENDO A SOCIOBIODIVERSIDADE DO CERRADO DO VALE DO RIO ARROJADO E FORTALECER AS COMUNIDADES TRADICIONAIS DE FECHO DE PASTO PRODUZINDO COMIDA SAUDÁVEL  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS PEQUENOS CRIADORES DO FECHO DE PASTO DE CLEMENTE – ACCFC  BA
FORTALECENDO A CAPACITAÇÃO PARA PRODUCAO ECOLÓGICA E GERAÇÃO DE RENDA DAS FAMÍLIAS ATINGIDAS POR BARRAGENS NO OESTE DA BAHIA MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS – MAB BA
FORTALECIMENTO INSTITUCIONAL DA ASSOCIAÇÃO INDÍGENA GAMELA PELA INCIDÊNCIA POLÍTICA DAS MULHERES NA DEFESA DO TERRITÓRIO  ASSOCIAÇÃO DOS POVOS TRADICIONAIS E INDÍGENAS DA COMUNIDADE LARANJEIRAS  PI
FORTALECIMENTO PRODUTIVO E DEFESA DOS TERRITÓRIOS TRADICIONAIS DE QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU  ASSOCIAÇÃO DE MULHERES TRABALHADORAS DO COCO BABAÇU DA MICRO REGIÃO DO BAIXO PARNAIBA PIAUIENSE – AMTCOB  PI
MELHORANDO A RENDA E A QUALIDADE DE VIDA DAS MULHERES CAMPONESAS NO SUL DO PIAUÍ: PRODUZINDO HORTALIÇAS AGROECOLÓGICA  MOVIMENTO CAMPONÊS POPULAR – MCP PI

 

O edital “Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas” teve uma grande diversidade de públicos e  de tipos de atividades, dentre os projetos selecionados.

As propostas serão protagonizadas por pequenos/as agricultores/as, indígenas, quilombolas, extrativistas/quebradeiras de coco babaçu, sem-terra, atingidos/as por barragens e comunidades de fundo e fecho de pasto. As iniciativas são focadas na defesa de direitos territoriais e/ou no fortalecimento de sistemas alimentares.

As atividades passam por ações de formação, intercâmbio, recuperação de nascentes, pequenos criatórios, reflorestamento, trabalho com sementes, implantação de roças e de hortas, beneficiamento da produção, elaboração de plano de negócios, entre outras.

Dentre todas as iniciativas selecionadas, sete são para e/ou de mulheres e três são de organizações indígenas. Dez dos 17 projetos são de organizações que acessam o Programa de Pequenos Projetos da CESE pela primeira vez.

A partir desse momento, a CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo e orçamentos dos projetos, visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, ainda é possível que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

Para cada um dos projetos apoiados, será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, onde está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro, nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

Agradecemos a todas as organizações e movimentos que participaram deste processo. Lembramos que, para além deste edital, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.