Do Rio que era Doce: Exposição da tragédia/crime de Mariana chega a Caetité – Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Notícias

Data: 20.09.17

Do Rio que era Doce: Exposição da tragédia/crime de Mariana chega a Caetité

Caetité recebe até sexta-feira (29), a A Exposição Itinerante “Do rio que era Doce às águas do Semiárido: Destruição e Mortes do Modelo Mineral”, com a temática da tragédia provocada pela Samarco em Mariana (MG). Além disso, a exposição visa demonstrar as contradições do modelo mineral instalado no Brasil.

As obras estarão expostas no Campus da UNEB em Caetité, a partir das 8h desta quarta-feira (27). A mineração na região do município também será lembrada na exposição através de infográficos. Uma maquete representará como se deu o rompimento da barragem que destruiu comunidades da bacia do rio Doce.

Haverá ainda exibição de vídeos, debates, visita guiada, palestras e roda de conversa. O evento é organizado pelo Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, na Bahia a articulação é da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Grupo de Pesquisa GeografAR (UFBA), Movimento pela Soberania Popular da Mineração (MAM) e Movimento Paulo Jackson – Ética, Justiça e Cidadania  e  apoio da CESE e do MST.

Fonte: Agência Sertão

Do Rio que era Doce: Exposição traz lama da Samarco à Caetité