Editais

APOIO A PROJETOS DE FORTALECIMENTO DE ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS DE MULHERES DA AMAZÔNIA E DO CERRADO

A Coordenadoria Ecumênica de Serviço- CESE, com apoio e financiamento da União Europeia, convida organizações e movimentos populares para participar da seleção de projetos no âmbito da iniciativa Patak Maymu: Autonomia e participação das mulheres indígenas da Amazônia e do Cerrado na defesa de seus direitos que tem por objetivo fortalecer a participação das mulheres indígenas da Amazônia e do Cerrado e suas organizações, dentro e fora de suas comunidades para a defesa de seus direitos e territórios.

Resultado desse edital

Já está disponível o resultado do Edital de fortalecimento a organizações de Mulheres Indígenas da Amazônia e do Cerrado, no âmbito da iniciativa Patak Maymu: Autonomia e participação das mulheres indígenas da Amazônia e do Cerrado na defesa de seus direitos, realizada pela CESE– Coordenadoria Ecumênica de Serviço, com apoio e financiamento da União Europeia.

O apoio busca contemplar uma ampla diversidade de povos e organizações indígenas em diferentes regiões e contextos vivenciados.

Confira abaixo quais foram os projetos e organizações selecionadas:

Número

Título do Projeto

Nome da Organização

27680 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) MULHERES INDÍGENAS DA BR 429 – O GRITO PELA DEMARCAÇÃO ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DO POVO PURUBORÁ – ASSOCIAÇÃO MAXAJÁ/ RO
27681 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) CLIMA DE AÇÃO: EDUCAÇÃO CLIMÁTICA E INCIDÊNCIA POLÍTICA PARA A PROTEÇÃO TERRITORIAL ASSOCIAÇÃO DE MULHERES INDÍGENAS SURARAS DO TAPAJÓS/PA
27683 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) EMPODERANDO AS MULHERES INDÍGENAS NO CONTEXTO URBANO DE HUMAITÁ-AM ASSOCIAÇÃO DE MULHERES INDÍGENAS DE HUMAITÁ/AM
27684 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) O SISTEMA AGROALIMENTAR TAPAYUNA PELAS VOZES DAS MULHERES: UM REGISTRO AUDIOVISUAL ASSOCIAÇÃO INDÍGENA TAPAYUNA – A.I.T/MT
27685 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) PROGRAMA FEMINISTA DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM ELABORAÇÃO DE PROJETO E GESTÃO: ALDEIA SHANENAWÁ ASSOCIAÇÃO RAYATY SHANENAWA/AC
27686 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) ITAOKO EPETSAKITOHO (ENFEITE DAS MULHERES) ASSOCIAÇÃO INDÍGENA AHUKUGI/MT
27687 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) EMPREENDEDORISMO, PRÁTICAS DE GERAÇÃO DE RENDA E AUTONOMIA PARA AS MULHERES WAI WAI ASSOCIAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS TROMBETAS-MAPUERA-APITMA/PA
27688 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) TECENDO LINHAS PARA FORTALECIMENTO DO BEM VIVER DE MULHERES INDÍGENAS DA ALDEIA MER. WERI WII (TARACUA), TERRA INDÍGENA ALTO RIO NEGRO NO MUNICÍPIO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA/AM REDE DE MULHERES INDÍGENAS DO ESTADO DO AMAZONAS – MAKIRA ETA/AM
27692 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) AREME TUGUKURI – NA TRADUÇÃO PARA O PORTUGUÊS: “MULHERADAS DE FLECHA”, QUE REPRESENTAM AS MULHERES GUERREIRAS DA TERRA INDÍGENA PERIGARA. ASSOCIAÇÃO ITURAKURIREU TADAWU BOE BORORO/MT
27693 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) PROJETO FORTALECENDO AS MULHERES INDÍGENAS DA ALDEIA PORTEIRA NRÔZAWI: CAPACITAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO E ELABORAÇÃO DE PROJETOS ESCOLA DA VIDA/TO
27694 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) GUERREIRAS DA FLORESTA NO FORTALECIMENTO DAS CAPACIDADES DE GESTÃO GUERREIRAS DA FLORESTA DA TERRA INDÍGENA CARU MA/MA
27696 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) ECOANDO OS SABERES ANCESTRAIS MULHERES INDÍGENAS NO CUIDADO DO BEM VIVER ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES INDIGENAS DO ALTO RIO NEGRO/AM
27698 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) MULHERES RIONEGRINAS SABERES ANCESTRAIS ASSOCIAÇÃO DE MULHERES INDÍGENAS PUTIRA KAPUAMU/AM
27699 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) MULHERES KRIKATI FORTALECENDO A GESTÃO E GOVERNANÇA DA ASSOCIAÇÃO APYHNRE ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES INDÍGENAS KRIKATI A’PYHNRE – AMIKA/MA
27700 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) EMPODERAMENTO DA MULHER PARA O BEM VIVER DA FAMÍLIA KAIBU KAXARARI ORGANIZAÇÃO DA FAMÍLIA INDÍGENA KAIBU KAXARARI/RO
27701 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) ANCESTRALIDADE, DIREITOS E EMPODERAMENTO DAS MULHERES TUPINAMBÁ CONSELHO INDÍGENA TUPINAMBÁ DO BAIXO TAPAJÓS/PA
27702 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) FORTALECIMENTO DA ASSOCIAÇÃO DA TERRA INDÍGENA XINGU ASSOCIAÇÃO TERRA INDÍGENA XINGU/MT
27704 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) AS KUNHAINTA PODEM (AS MULHERES PODEM) ASSOCIAÇÃO DE MULHERES INDÍGENAS DO POVO ARAPIUN/PA
27706 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) FORTALECIMENTO DAS “MĒNTIA HITYITI: COLETIVO DE MULHERES INDÍGENAS ARTISTAS DO POVO GAVIÃO KYIKATÊJÊ” ASSOCIAÇÃO INDÍGENA GAVIÃO KYIKATEJE AMTATI/PA
27707 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) PRODUÇÃO DE ARTESANATOS (CESTARIA E CERÂMICAS) ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES SOLIDÁRIAS INDÍGENAS TERENA DA TERRA INDÍGENA TAUNAY IPEGUE/MS
27721 (EDITAL PATAK MAYMU-2024) GAMU KABADANI HIDA – ESSE É O TRABALHO DAS MULHERES PAUMARI ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DO POVO DAS ÁGUAS – AIPA/ AM

 

Durante o período de envio de projetos (28 de maio a 02 de julho), recebemos 49 propostas vindas dos estados de abrangência do projeto Patak Maymu, e 21 foram selecionadas, com base nos critérios pré-definidos no edital.

 

A CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo e orçamentos visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, há possibilidade que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

 

Para cada um dos projetos apoiados será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, onde está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

 

Lembramos que, para além deste edital, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.

 

Agradecemos a todas as pessoas envolvidas, aos grupos e organizações de mulheres indígenas que enviaram suas propostas e parabenizamos as selecionadas.

 

Seguimos na luta e resistência!

Dabucury: Compartilhando experiências e fortalecendo a gestão etnoambiental das terras indígenas da Amazônia

CESE e COIAB lançam edital para apoiar iniciativas indígenas de gestão territorial e ambiental na Amazônia Legal

Entre os Campos e as Cidades: Justiça Socioambienta e Climática como defesa de direitos

Edital para fortalecer iniciativas populares, no contexto do rural e urbano, na luta pela justiça socioambiental e climática, alinhadas à defesa de direitos e na perspectiva de um país socialmente justo e ambientalmente sustentável.

Apoio para participação na III Marcha das Mulheres Indígenas

Chamada Pública de Pequenos Projetos, apoio para participação na III Marcha das Mulheres Indígenas, no âmbito da iniciativa Patak Maymu: Autonomia e participação das mulheres indígenas da Amazônia e do Cerrado na defesa de seus direitos. A iniciativa busca fortalecer o
protagonismo de mulheres indígenas e suas organizações, e contempla uma ampla diversidade de povos indígenas e contextos vivenciados.

Resultado desse edital

Já está disponível o resultado da Chamada Pública de Pequenos Projetos, apoio para participação na III Marcha das Mulheres Indígenas, realizada pela CESE– Coordenadoria Ecumênica de Serviço, com apoio e financiamento da União Europeia.

Confira abaixo quais foram os projetos e organizações selecionadas:

 

Título do Projeto  Nome da Organização  Estado
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) FORTALECIMENTO E PARTICIPAÇÃO NA 3° MARCHA NACIONAL DAS MULHERES INDÍGENAS     TUMUNE UTI – NOSSO FUTURO  MS
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) MOBILIZAÇÃO E ARTICULAÇÃO MULHERES INDÍGENAS EM MOVIMENTO  ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DO VALE DO ARAGUAIA  TO
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) EPESOT MARCHA BE AYACAT GU (VAMOS A MARCHA, MULHERES)   ASSOCIAÇÃO SAW  MT
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) APOIO PARA PARTICIPAÇÃO NA 3 ª MARCHA NACIONAL DAS MULHERES INDÍGENAS   REDE DE MULHERES INDÍGENAS DO ESTADO DO AMAZONAS – MAKIRA ETA  AM
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE ALDEIA MONALISA E ADJACENTES NA III MARCHA DA MULHERES INDÍGENAS   ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA INDÍGENA MITUIRÁ – ASSOCIAÇÃO MITUIRÁ  MA
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) RUMO A MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS: FORTALECENDO A LUTA POR DIREITOS DO POVO GUAJAJARA     ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA YPYTAW  MA
 (MARCHA DAS MULHERES INDÍGENAS-2023) SEMEANDO SABERES E COMPREENDENDO VIVERES ENTRE AS GUERREIRAS XAKRIABÁS   COLETIVO DE MULHERES INDÍGENAS GUERREIRAS XAKRIABÁ  MG
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MOBILIZAÇÃO DAS MULHERES INDÍGENAS ARTESÃS E PRODUTORAS RURAIS DO VALE DO JAVARI PARA PARTICIPAR DA MARCHA DAS MULHERES 2023     MULHERES ARTESÃS INDÍGENAS  AM
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MULHERES INDÍGENAS EMPODERADAS E UNIDAS QUE GRITAM DE MÃOS DADAS PELA DEFESA DA VIDA E DO DIREITO À TERRA EM RORAIMA     CONSELHO INDÍGENA DE RORAIMA  RR
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MULHERES MUNDURUKU DO BAIXO TELES PIRES RUMO À III MARCHA NACIONAL DAS MULHERES INDÍGENAS     ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DACE  PA
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) TIX – MARCHANDO PELOS DIREITOS DAS MULHERES   ASSOCIAÇÃO INDÍGENA AHUKUGI – AIAHU  MT
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) AMUNEHE ATINIZE’I/ MULHERES FELIZES   ASSOCIAÇÃO DO POVO DENI DO RIO XERUÃ – ASPODEX  AM
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) AMPLIANDO A VOZ DAS MULHERES INDÍGENAS DO MÉDIO ARAGUAIA   INSTITUTO KREHAWA-INKRE  MT
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MARCHANDO PELO FUTURO – MULHERES INDÍGENAS DE OIAPOQUE   ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES INDÍGENAS EM MUTIRÃO  AP
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MULHERES BIOMAS DO MARANHÃO EM DEFESA DA NATUREZA E DE SEUS DIREITOS   ARTICULAÇÃO DAS MULHERES INDÍGENAS DO MARANHÃO  MA
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) MULHERES BOE BORORA EM MARCHA PARA BRASÍLIA   PROJETO EQUIPE MERI ORE – PEMO  MT
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) YTSARÔ-HÊ TUKUNÃ KANAMARI E KULINA: CAMINHANDO JUNTAS PARA NOS FORTALECER   ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES AGROEXTRATIVISTAS DO MÉDIO JURUÁ – ASMAMJ  AM
 (MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) AS FILHAS GUERREIRAS DO ARUKÁ JUMA   ASSOCIAÇÃO DO POVO INDÍGENA JUMA JAWARA PINA  AM
(MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) III MARCHA NACIONAL DAS MULHERES INDÍGENAS DO BRASIL   KUNANGUE ATY GUASU GUARANI – GRANDE ASSEMBLEIA DAS MULHERES KAIOWÁ E GUARANI MS
(MARCHA DAS MULHERES INDIGENAS-2023) RETOMADA AO CENTRO DE DISCUSSÕES POLITICAS DAS MULHERES INDÍGENAS DO ACRE, SUL DO AMAZONAS E NOROESTE DE RONDÔNIA     ASSOCIAÇÃO MANXINERUNE TSIHI PUKTE HAJENE – MATPHA AC

 

Durante o período de envio de projetos (de 02 de maio a 16 de junho), recebemos 62 propostas vindas dos 11 estados de abrangência do projeto Patak Maymu, e 20 foram selecionadas, com base nos critérios pré-definidos na chamada pública de pequenos projetos.

A CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo e orçamentos visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, há possibilidade que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

Para cada um dos projetos apoiados será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, onde está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

Lembramos que, para além desta chamada pública, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.

Agradecemos a todas as pessoas envolvidas, aos grupos e organizações de mulheres indígenas que enviaram suas propostas e parabenizamos as selecionadas.

Seguimos na luta e resistência!

Amazônia de Todas as Lutas: Direitos e Espiritualidades para o Bem Viver

Edital para apoiar ações contra os fundamentalismos e pela defesa de direitos na Amazônia Legal: “Amazônia de Todas as Lutas: Direitos e Espiritualidades para o Bem Viver.” A iniciativa foi destinada a povos indígenas, comunidades tradicionais (especialmente quilombolas), igrejas e organismos ecumênicos, grupos inter-religiosos e de matriz africana dos nove estados que compõem a Amazônia brasileira: Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Resultado desse edital

Confira abaixo os nomes das organizações e dos 23 projetos selecionados dentro do edital “Amazônia de Todas as Lutas: Direitos e Espiritualidades para o Bem Viver”, realizado com apoio da Fundação Ford:

 

Título do Projeto Nome da Organização Estado
FORTALECIMENTO DOS DIREITOS DOS HUNI KUI DE NOVA OLINDA (MÃE IXTXI NATI) ASSOCIAÇÃO DE SERINGUEIROS, PRODUTORES E ARTESÃOS KAXINAWA DE NOVA OLINDA  AC
CONHECENDO O DIREITO PARA DEFESA DA VIDA ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO DO POVO MARUBO DO ALTO RIO CURUCA  AM
XIII ENCONTRO DE MULHERES INDÍGENAS – FORTALECENDO A ARTICULAÇÃO E VISIBILIDADE DO TRABALHO DAS MULHERES INDÍGENAS NO TERRITÓRIO DO RIO NEGRO FEDERAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS DO RIO NEGRO  AM
COOPERATIVISMO E EMPODERAMENTO DE MULHERES AMAZÔNICAS- INTERCÂMBIOS DE EXPERIÊNCIAS PARA O GRUPO SABOR E ARTE QUILOMBOLA DE ROSÁRIO/MA ASSOCIAÇÃO DOS PEQUENOS AGRICULTORES RURAIS QUILOMBOLAS DE BOA VISTA  MA
CONSTRUINDO O FUTURO – RESGATANDO A IDENTIDADE E A CULTURA QUILOMBOLA ATRAVÉS DO CONHECIMENTO ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLAS DE MORADORES DO POVOADO MATA DE SÃO BENEDITO DO MUNICÍPIO DE ITAPECURU-MIRIM  MA
PROJETO ILÊ IPONRI – (PALAVRA QUE EM LÍNGUA IORUBÁ SIGNIFICA TERRA ANCESTRAL) CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS VISÃO DE FUTURO  MA
RESILIÊNCIA CAMPONESA COMO PRÁTICA FEMININA- TECENDO LUTAS EM DEFESA DA VIDA NOS BABAÇUAIS DO MARANHÃO UNIÃO DOS TRABALHADORES RURAIS DA LOCALIDADE ALTO GRANDE  MA
BABASSUAIS DE PÉ MULHERES PRESERVANDO E RESISTINDO  CLUBE DE MÃES TRABALHADORAS RURAIS QUILOMBOLAS LAR DE MARIA  MA
DIÁLOGOS JUVENIS SOBRE DIREITOS E VIVÊNCIAS DE ESPIRITUALIDADE PARA O BEM VIVER  INSTITUTO DE FORMAÇÃO JUVENIL DO MARANHÃO  MA
SEMINÁRIO INTER-RELIGIOSO – DIÁLOGOS DE COMBATE AO RACISMO RELIGIOSO E RESPEITO ÀS DIFERENÇAS TENDA SÃO JORGE JARDIM DE OEIRA DA NAÇÃO FANTI-ASHANTI  MA
RESTAURAÇÃO ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES DE ATITUDE E SUA PARENTELA DO RESIDENCIAL NOVA TERRA  MA
PRODUÇÃO AUDIOVISUAL COMO FERRAMENTA DE RESISTÊNCIA E DEFESA DO TERRITÓRIO QUILOMBOLA BOM REMÉDIO/ABATETUBA-PA ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBO DAS ILHAS DE ABAETETUBA  PA
RESISTÊNCIAS – ESPIRITUALIDADES, RITUAIS E VIVÊNCIAS, UM INTERCÂMBIO NO CUIDADO DA CASA COMUM EM BUSCA DO BEM VIVER CENTRO DE ESTUDOS BÍBLICOS – PA  PA
FORTALECIMENTO DA IDENTIDADE INDÍGENA E RELIGIOSA TEMBÉ DO ALTO RIO GUAMÁ (ALDEIA ITA PUTYR) CONSELHO INDIGENISTA MISSIONÁRIO – NORTE II  PA
PROTOCOLO COMUNITÁRIO DE CONSULTA E CONSENTIMENTO PRÉVIO, LIVRE E BEM INFORMADO DO POVO SURUÍ AIKEWARA COMO FERRAMENTA DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS E TERRITÓRIAIS ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DA ALDEIA YETA DO POVO AIKEWARA  PA
UNIÃO E RESISTÊNCIA- A LUTA EM DEFESA DO RIO TOCANTINS E DOS DIREITOS DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS ASSOCIAÇÃO DE DEFESA A VIDA E AO MEIO AMBIENTE  PA
MULHERES TEMBÉ EM BUSCA DE CONHECIMENTO PARA FORTALECER SUAS LUTAS ASSOCIAÇÃO DO GRUPO INDÍGENA TEMBÉ DAS ALDEIAS SEDE E ITUAÇU  PA
RESISTIR COM FÉ- INTER-RELIGIOSIDADE NO FORTALECIMENTO DE COMUNIDADES CAMPONESAS NA AMAZÔNIA PARAENSE  ASSOCIAÇÃO FILHOS DA TERRA  PA
JUVENTUDES – TECENDO DIÁLOGOS SOBRE PARTICIPAÇÃO ATIVA PARA O ENFRENTAMENTO DE RACISMO, FUNDAMENTALISMOS RELIGIOSOS E POLÍTICOS NA PERIFERIA DE BELÉM/PA MOVIMENTO REPÚBLICA DE EMAÚS – REPÚBLICA DO PEQUENO VENDEDOR  PA
COMUNICAÇÃO POPULAR COMO FERRAMENTA DE LUTA, TRANSFORMANDO VIDAS NAS COMUNIDADES EXTRATIVISTAS/SERINGUEIROS DE RONDÔNIA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA – RONDÔNIA  RO
FÉ E RESISTÊNCIAS – QUANDO O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO AUTORIZA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRATICADA CONTRA MULHERES E MENINAS ASSOCIAÇÃO ANGLICANA DE DEFESA DA MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA – DESMOND TUTU  RO
ROMPENDO SILÊNCIOS – AFIRMANDO DIREITOS DE MULHERES INDÍGENAS  ASSOCIAÇÃO DOS MIGRANTES INDÍGENAS RORAIMO  RR
AMAZÔNIA E AMAZÔNIDAS RESISTEM – EM DEFESA DOS DIREITOS TERRITORIAIS QUILOMBOLAS, DA PRESERVAÇÃO DO BIOMA E DE SEUS POVOS  COMISSÃO PASTORAL DA TERRA – ARAGUAIA/TOCANTINS  TO

 

Dos nove estados da Amazônia brasileira, sete foram contemplados: Acre, Amazonas, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Ao todo, o processo seletivo recebeu 47 propostas.

As propostas selecionadas serão protagonizadas por povos indígenas, comunidades tradicionais, igrejas, organismos ecumênicos, grupos inter-religiosos e de matriz africana, nos seus processos de participação social e política, e que tenham relação com a defesa de direitos e a luta contra os fundamentalismos na região.

A partir desse momento, a CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo de seus projetos e orçamentos visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, há possibilidade de que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

Para cada um dos projetos apoiados será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, no qual está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

Agradecemos a todas as organizações e movimentos que participaram deste processo. Lembramos que, para além deste edital, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.

Povos do Cerrado enfrentando as Mudanças Climáticas: Direitos Territoriais e Sistemas Alimentares

Edital de apoio a projetos “Povos do Cerrado enfrentando as Mudanças Climáticas: Direitos Territoriais e Sistemas Alimentares”. A iniciativa buscou contribuir com povos indígenas, comunidades tradicionais, extrativistas, ribeirinhas, camponesas, quilombolas, mulheres, juventudes, entre outros, nos seus processos de defesa dos direitos territoriais e de fortalecimento de sistemas alimentares, no âmbito do Cerrado dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (MATOPIBA).

Resultado desse edital

Já está disponível o resultado final do edital “Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas “. Ao todo, 17 projetos foram selecionados – cinco a mais do que o previsto inicialmente. Foram recebidas 64 propostas vindas de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, em áreas do MATOPIBA. Confira abaixo quais foram as organizações selecionadas:

 

 Título do Projeto   Nome da Organização  Estado
JUVENTUDE EM DEFESA DO TERRITÓRIO SAGRADO  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS TRABALHADORES RURAIS QUILOMBOLAS E DEMAIS MORADORES DA COMUNIDADE DE SANTA LUZIA  MA
COZINHA SUSTENTÁVEL DO CERRADO MARANHENSE – COMA  ASSOCIAÇÃO DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DE BALSAS – APROB  MA
MULHERES EXTRATIVISTAS- FORTALECER O APROVEITAMENTO DO COCO BABAÇU COMO INSTRUMENTO DE PROMOÇÃO DE SEGURANÇA ALIMENTAR E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL  ASSOCIAÇÃO DAS MULHERES EXTRATIVISTAS BABAÇU É VIDA – AMEBV  MA
DO QUINTAL PARA MESA – COMUNIDADES QUE SUSTENTAM AGRICULTURA  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E AGRICULTURA – ACESA  MA
REDE TOMA CORDA CAROLINA- POTENCIALIZANDO O PROTAGONISMO DE MULHERES AGRICULTORAS ATRAVÉS DE NOVOS SISTEMAS ALIMENTARES NO CERRADO SUL MARANHENSE  ASSOCIÇÃO DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DO CANTO GRANDE E REGIÃO – APPR  MA
RESISTÊNCIA E VIDAS AGROECOLÓGICAS NO ACAMPAMENTO PADRE JOSIMO  ACAMPAMENTO PADRE JOSIMO  TO
BEM VIVER NO CERRADO- MULHERES QUILOMBOLAS NA AGROBIODIVERSIDADE  ARTICULAÇÃO DE MULHERES NEGRAS E QUILOMBOLAS DO TOCANTINS – ALAGBARA  TO
RESGATANDO E MANTENDO ABELHAS NATIVAS SEM FERRÃO NO TI KRAHÔ  ASSOCIAÇÃO PAPÃM KRA  TO
FORTALECIMENTO DOS ROÇADOS COM A AÇÃO DAS MULHERES KRAHÔ  ASSOCIAÇÃO HAHI DE MULHERES KRAHÔ  TO
OS SISTEMAS AGROFLORESTAIS (SAFS) – FRUTICULTURA INTEGRADA COM LAVOURAS E HORTALIÇAS  COOPERATIVA DOS AGRICULTORES DA REFORMA AGRÁRIA E DE PEQUENOS PRODUTORES – COOPERAMAZÔNIA  TO
MULHERES E JUVENTUDE- PRODUÇÃO ALIMENTAR E AUTORGANIZAÇÃO EM DEFESA DO TERRITÓRIO  ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA COMUNIDADE DE JOÃO BARROCA ARATICUM  BA
MULHERES GUARDIÃS DAS SEMENTES QUE GERAM VIDAS – TROCA DE SEMENTES CRIOULAS  MOVIMENTO DE MULHERES UNIDAS NA CAMINHADA  BA
FORTALECENDO A SOCIOBIODIVERSIDADE DO CERRADO DO VALE DO RIO ARROJADO E FORTALECER AS COMUNIDADES TRADICIONAIS DE FECHO DE PASTO PRODUZINDO COMIDA SAUDÁVEL  ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS PEQUENOS CRIADORES DO FECHO DE PASTO DE CLEMENTE – ACCFC  BA
FORTALECENDO A CAPACITAÇÃO PARA PRODUCAO ECOLÓGICA E GERAÇÃO DE RENDA DAS FAMÍLIAS ATINGIDAS POR BARRAGENS NO OESTE DA BAHIA MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS – MAB BA
FORTALECIMENTO INSTITUCIONAL DA ASSOCIAÇÃO INDÍGENA GAMELA PELA INCIDÊNCIA POLÍTICA DAS MULHERES NA DEFESA DO TERRITÓRIO  ASSOCIAÇÃO DOS POVOS TRADICIONAIS E INDÍGENAS DA COMUNIDADE LARANJEIRAS  PI
FORTALECIMENTO PRODUTIVO E DEFESA DOS TERRITÓRIOS TRADICIONAIS DE QUEBRADEIRAS DE COCO BABAÇU  ASSOCIAÇÃO DE MULHERES TRABALHADORAS DO COCO BABAÇU DA MICRO REGIÃO DO BAIXO PARNAIBA PIAUIENSE – AMTCOB  PI
MELHORANDO A RENDA E A QUALIDADE DE VIDA DAS MULHERES CAMPONESAS NO SUL DO PIAUÍ: PRODUZINDO HORTALIÇAS AGROECOLÓGICA  MOVIMENTO CAMPONÊS POPULAR – MCP PI

 

O edital “Povos do Cerrado no Enfrentamento às Mudanças Climáticas” teve uma grande diversidade de públicos e  de tipos de atividades, dentre os projetos selecionados.

As propostas serão protagonizadas por pequenos/as agricultores/as, indígenas, quilombolas, extrativistas/quebradeiras de coco babaçu, sem-terra, atingidos/as por barragens e comunidades de fundo e fecho de pasto. As iniciativas são focadas na defesa de direitos territoriais e/ou no fortalecimento de sistemas alimentares.

As atividades passam por ações de formação, intercâmbio, recuperação de nascentes, pequenos criatórios, reflorestamento, trabalho com sementes, implantação de roças e de hortas, beneficiamento da produção, elaboração de plano de negócios, entre outras.

Dentre todas as iniciativas selecionadas, sete são para e/ou de mulheres e três são de organizações indígenas. Dez dos 17 projetos são de organizações que acessam o Programa de Pequenos Projetos da CESE pela primeira vez.

A partir desse momento, a CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo e orçamentos dos projetos, visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, ainda é possível que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

Para cada um dos projetos apoiados, será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, onde está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro, nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

Agradecemos a todas as organizações e movimentos que participaram deste processo. Lembramos que, para além deste edital, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.

Juventudes e Direitos Digitais

Edital de apoio a projetos “Juventudes e Direitos Digitais”. A iniciativa visou fortalecer o protagonismo da juventude e suas organizações nos processos de participação social e política, tendo como foco os diretos digitais, e foi destinada a associações, movimentos sociais, redes e articulações, grupos de base comunitária, coletivos, grupos informais, organizações baseadas na fé (igrejas, terreiros, etc) e entre outros, com prioridade para organizações populares de juventude ou que apresentem histórico de atuação nesse segmento.

Resultado desse edital

Com o apoio de Pão para o Mundo/ Brot für Die Welt, a CESE selecionou 21 propostas do Edital Juventudes e Direitos Digitais, conforme a tabela abaixo:

Foram recebidos 110 projetos encaminhados de todas as regiões do país, vindos especialmente das regiões Nordeste, Norte e Centro Oeste. Previstos para iniciarem as atividades a partir do mês de agosto, as propostas selecionadas serão protagonizadas pela juventude, nos seus processos de participação social e política, e que tenham relação com os direitos digitais.

A partir desse momento, a CESE entrará em diálogo com cada organização proponente para ajustes no conteúdo e orçamentos visando atender aos critérios institucionais, de forma que as propostas estejam aptas para oficialização do apoio. Ressaltamos que, nessa etapa, há possibilidade que algum projeto não consiga concluir o processo para concretização de parceria.

Para cada um dos projetos apoiados será firmado um contrato entre a CESE e a organização formalmente responsável, onde está previsto o envio dos relatórios de atividades e financeiro nos prazos estipulados e conforme modelo dos formulários específicos que serão enviados no momento contratual.

Agradecemos a todas as organizações e movimentos que participaram deste processo. Lembramos que, para além deste edital, a CESE recepciona, ao longo do ano, demandas espontâneas através do Programa de Pequenos Projetos.

Seguimos na luta e na resistência!