Enviar Projeto | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Enviar Projeto

ATENÇÃO!

Nesse período de pandemia, o Programa de Pequenos Projetos da CESE segue recebendo propostas. Clique aqui para acessar os critérios de apoio.

As propostas devem ser enviadas conforme o roteiro de elaboração de projetos da CESE. Faça o download do roteiro clicando no link abaixo.

CLIQUE E FAÇA DOWNLOAD

Elaboramos um guia para facilitar o preenchimento do roteiro. Clique abaixo para fazer o download.

CLIQUE E FAÇA DOWNLOAD

A CESE recebe e analisa projetos durante todo o ano no Programa de Pequenos Projetos. Uma vez enviados, os projetos são analisados por uma equipe de assessoria especializada que se reúne quinzenalmente. Para ser aprovado, um projeto precisa ser submetido à apreciação do conjunto da equipe.

Os projetos devem chegar à CESE com, no mínimo, 40 dias de antecedência ao início previsto das atividades. Esse prazo se faz necessário, pois durante esse período o projeto será cadastrado, analisado, e uma vez aprovado, enviaremos o contrato que deverá ser assinado e devolvido. Só então os recursos serão liberados. Propostas que chegarem fora desse prazo não serão priorizadas.

Projetos enviados entre os meses de dezembro e janeiro podem levar um maior tempo para análise e aprovação uma vez que, nesse período, a CESE se dedica a outras atividades institucionais, além de coincidir com as férias coletivas da sua equipe. Isso, entretanto, não impede que as organizações encaminhem seus projetos durante esse período.

Os projetos podem ser enviados via e-mail ou correio convencional. O contrato referente a um projeto aprovado deverá ser enviado via correio convencional com nome completo e assinatura do representante legal da entidade, e vir acompanhado da ata da última eleição de diretoria.

Envio de documentos, como estatuto e ata, serão solicitados mediante a aprovação do projeto, sobretudo, para as entidades que estejam acessando a CESE pela primeira vez, ou aquelas cujos regulamentos internos foram modificados.

Após o preenchimento, favor enviar o formulário preenchido para o seguinte endereço: projetos@cese.org.br
Favor especificar como assunto do e-mail: PROJETO PARA ANÁLISE.

 Aos que optarem pelo envio através do correio, enviar o formulário para o endereço abaixo AOS CUIDADOS DA SECRETARIA DE PROJETOS. Escrever no envelope: PROJETO PARA ANÁLISE. 

Endereço da CESE: Rua da Graça, 164, Graça, Salvador-BA, CEP: 40.150-055   

Ao final da execução do projeto, a organização proponente deverá enviar à CESE um relatório de atividades  e um relatório financeiro.

PERGUNTAS FREQUENTES

1) O que a CESE entende como um pequeno projeto?

São ações pontuais, isto é, que tenham início, meio e fim, e não dependam da continuidade do apoio. Chamamos esses projetos de “pontuais” porque suas atividades são bem específicas, tem curta duração e estão relacionados à ação-fim da organização.

2) A CESE exige que os projetos sejam elaborados conforme roteiro específico?

Não necessariamente, mas necessita que as questões do roteiro de projetos da CESE sejam consideradas mesmo que o projeto seja elaborado em outro formato. O uso do roteiro também facilita o cadastramento e os processos de análise e decisão. Se for no roteiro específico, melhor. O roteiro está disponível no site www.cese.org.br

3) Qual o prazo para envio de projetos?

Os projetos deverão chegar à CESE, com, no mínimo, 40 dias de antecedência em relação à data prevista para o início das atividades.

4) A CESE apoia projetos emergenciais?

Atividades para a defesa de direitos são a prioridade no Programa de Pequenos Projetos. No entanto, a CESE também reserva uma parte dos recursos do PPP para se solidarizar com iniciativas de organizações locais em situações de enchentes, queimadas e outras emergências, como é o caso da pandemia provocada pelo coronavírus.

Nesses casos, o processo é mais rápido, há um roteiro para a elaboração da proposta específico, mais enxuto e a CESE decide com mais agilidade.

5) Em quais meses do ano posso enviar um projeto neste ano de 2021?

A CESE recebe projetos durante todo o ano. Entretanto, para 2021 especificamente, os grupos que se interessarem em enviar uma proposta devem fazer o mais rápido possível porque, se aprovado, os relatórios narrativo e financeiro deverão ser enviados até novembro deste ano. Isso significa que as ações do projeto terão que ser realizadas antes e em tempo de enviarem os relatórios.

6) É preciso indicar o número de beneficiários diretos?

Sim. Este é um dado muito importante para a CESE e deve ser indicado no projeto, inclusive número de mulheres e jovens.

7) Qual o valor máximo que a CESE apoia no Programa de Pequenos Projetos?

O valor máximo de um pequeno projeto em 2021 é de R$ 20.000,00. No entanto, para apoiar até esse valor, a CESE vai considerar várias questões, por exemplo, tipo de atividade a ser desenvolvida, a abrangência em termos territoriais, número de beneficiários, tipo de organização etc. A maioria dos projetos apoiados teve valor médio de R$10.000,00.

8) Há regiões prioritárias para apoio da CESE?

Sim, as prioridades são Nordeste, Norte e Centro-Oeste. No entanto, está aberta a apoiar propostas de outras regiões, a depender do tipo de atividade, do público a ser beneficiado, valor do projeto e disponibilidade de recursos.

9) Quais os tipos de entidades que a CESE apoia?

Associações comunitárias; grupos de base, inclusive informais; cooperativas, fóruns e articulações, movimentos sociais, organizações não-governamentais de apoio e assessoria ao movimento popular, serviços diaconais ecumênicos e pastorais das igrejas.

10) Que públicos são prioritários?

Populações vulneráveis do campo e da cidade, mulheres, juventudes e população negra, que se organizam coletivamente para a defesa de direitos. Alguns exemplos:  sem-teto, moradores/as das periferias urbanas, populações de rua, que trabalham com reciclagem, sem-terra, populações tradicionais como indígenas, quilombolas, extrativistas, fundo e fecho de pasto, pescadores/as artesanais, atingidos/as por grandes projetos, camponeses/as e agricultores/as familiares.

11) Quais as áreas temáticas mais comuns apoiadas pela CESE?

Direitos humanos em geral; questões socio- ambientais, territoriais e climáticas; temas relacionados à cidade: moradia, saneamento, segurança, mobilidade; mobilização por terra, água e contra grandes projetos; violência no campo e na cidade; economia popular, trabalho e renda; educação, saúde e cultura popular, emergências.

12) Quais as despesas que podemos colocar no orçamento do projeto?

Qualquer despesa que seja necessária para a realização da atividade, por exemplo: alimentação (refeição, lanches, sucos), deslocamento das pessoas (passagens, taxi, barco, metrô, mototáxi, etc); hospedagem; pagamentos de serviços de pessoas (assessoria, oficineiros/as, cozinheiras, coordenação, cachê para grupos culturais populares, etc); comunicação e publicações; etc. Em casos justificados pela ação proposta é possível incluir compra de algum equipamento, sobretudo em projetos de geração de renda. Para projetos emergenciais os itens de despesas mais comuns são alimentos, água, medicamentos, combustível, e equipamentos de proteção individual para combate a queimadas.

13) Quais as despesas que NÃO podemos colocar no orçamento?

Despesas de manutenção institucional (salários, aluguel, despesas fixas mensais como água, luz, telefone), aquisição de imóveis e veículos, passagens e despesas internacionais, bebidas alcoólicas e cigarro.

14) É preciso fazer cotação de preços?

Sim, para equipamentos e serviços a partir de R$1.000,00 é necessário apresentar orçamentos de 03 fornecedores, que podem ser adquiridos na internet.

15) Que tipos de atividades são mais comuns nos pequenos projetos apoiados?

Ações de formação em diversos temas e formatos, mobilizações públicas, encontros e seminários temáticos ou de planejamento, ações no campo da comunicação popular e divulgação, atividades produtivas e de geração de renda para a comunidade, feiras da economia popular.

16) A CESE analisa projetos urbanos ou rurais?

A CESE apoia tanto projetos em áreas urbanas quanto rurais.

17) Nossa organização é informal, portanto, não tem CNPJ. Podemos enviar um projeto à CESE?

Sim. A CESE não exige que as organizações estejam totalmente formalizadas no momento do apoio. Caso a organização proponente não tiver uma conta bancária, por exemplo, deve indicar uma organização parceira do movimento popular, de sua confiança, para que esta possa se tornar a responsável formal pelo projeto.  Se o projeto for apoiado, o contrato de cooperação será firmado entre a CESE e a organização formalmente responsável, que passará a responder legalmente pelo projeto diante da CESE.

18) O envio de projetos por e-mail substitui o envio por correio?

Sim, os projetos podem ser enviados por e-mail. Nesse caso, não é necessário reenviar pelo correio convencional. Entretanto, outros documentos como CONTRATOS e RELATÓRIOS só podem ser enviados por correio convencional, pois os mesmos precisam estar devidamente assinados pelo(s) representante(s) legal(is) para que sejam legalmente válidos.

19) Uma organização que já foi apoiada pela CESE pode enviar um novo projeto?

Sim, contanto que não tenha pendências como débitos de relatórios, relatórios não satisfatórios, irregularidades comprovadas na gestão de projetos anteriormente apoiados. Também não será prioridade se o novo projeto for continuidade do apoiado anteriormente e se, no ano em curso, já tiver sido concedido algum apoio.

20) Como a CESE processa sua análise de projetos?

Cada projeto é analisado e decidido em reuniões semanais da equipe de assessoria. As decisões são tomadas conforme os critérios e prioridades da CESE, já informadas no site www.cese.org.br.

21) A organização da qual faço parte pode enviar um projeto para mais de um Programa da CESE?

A organização não está impedida de enviar um projeto para mais de um Programa que estiver em funcionamento. No entanto, a CESE prioriza o apoio a apenas um projeto por organização, independente do programa que tiver recursos disponíveis. Atualmente só temos recursos no PPP.

22) Uma vez apoiado um projeto, qual o prazo para envio dos relatórios?

Três meses a contar da data do apoio. Para 2021, ano de conclusão de nosso trienal, os projetos deverão ser executados em um período que dê tempo de prestar contas até novembro do mesmo ano.

23) Os relatórios devem enviados em formulários específicos?

Sim, porque são instrumentos de monitoramento do Programa de Pequenos Projetos. As organizações também podem e é desejável que enviem outras informações complementares aos relatórios (especialmente lista de presença nas atividades, fotos, materiais de divulgação e depoimentos das pessoas que participaram do projeto).

24) É obrigatório o envio dos relatórios?

Sim, é absolutamente obrigatório as prestações de contas, que são os relatórios financeiro e narrativo dos projetos que receberam recursos.  No ato do apoio é firmado um convênio entre as partes (CESE e a organização proponente) e os convênios formalizam vários compromissos assumidos na gestão dos recursos. Além disso é uma exigência dos parceiros que apoiam o Programa de Pequenos Projetos. O não cumprimento deixará a organização sem poder acessar o Programa de Pequenos Projetos outras vezes e trará prejuízos à CESE junto aos financiadores, inclusive ter que devolver recursos de pequenos projetos que não prestaram contas.   

25 – É necessário anexar os comprovantes de despesas do projeto no relatório financeiro?

Sim. É necessário anexar as cópias dos comprovantes à prestação de contas que serão informadas na planilha de demonstrativo de despesas desse relatório. Importante: Todas as despesas do projeto devem ter comprovantes com valor fiscal* bem como informação de recolhimento dos encargos sociais (INSS, IRPF, ISS) no caso de despesas com pagamento de prestadores de serviços como assessorias, oficineiros, consultorias. Os comprovantes originais, bem como as cópias dos relatórios, devem ser mantidos nos arquivos da sua contabilidade por 10 anos, para o seu controle e para a eventual fiscalização de órgãos governamentais ou ainda para o caso de seu projeto ser sorteado na amostragem para auditoria que a CESE realiza anualmente.

26) Existe um canal de comunicação direta para outras informações e dúvidas?

O site www.cese.org.br disponibiliza várias informações sobre o Programa de Pequenos Projetos e link para acessar os roteiros para elaboração de projetos e relatórios. Também temos o endereço eletrônico: projetos@cese.org.br para interlocução com o público.