Live de lançamento da Campanha TIRE OS FUNDAMENTALISMOS DO CAMINHO! Pela Vida das Mulheres” – Ecumenismo | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Ecumenismo Notícias

Data: 14.08.20

Live de lançamento da Campanha TIRE OS FUNDAMENTALISMOS DO CAMINHO! Pela Vida das Mulheres”

 

Organizações feministas, entidades baseadas na fé de matriz cristã, afro brasileiras e indígenas realizarão o lançamento virtual da campanha “TIRE OS FUNDAMENTALISMOS DO CAMINHO! Pela Vida das Mulheres”

A iniciativa tem como objetivo alertar a sociedade sobre os avanços dos fundamentalismos no Brasil e o risco que representam à vida das mulheres. A ação tem como finalidade também afirmar a importância da pluralidade de crenças e apontar para caminhos e práticas de uma cultura de paz, de respeito e de valorização da diversidade. A live de lançamento acontecerá no dia 17 de agosto às 17h, no facebook da campanha.

Estarão presentes na live de lançamento da campanha, representações de designações religiosas de matriz africana, da espiritualidade indígena e do protestantismo, que trarão denúncias, resistências e reflexões sobre avanço do fundamentalismo político, econômico e religioso e suas consequências para os direitos fundamentais, sobretudo para a vida das mulheres brasileiras. 

A campanha “TIRE os FUNDAMENTALISMOS do caminho! – Pela vida das Mulheres” acontece em uma conjuntura de intensificação dos fundamentalismos históricos, disseminação dos discursos ódios e intolerâncias, e ataques às estruturas democráticas. A ascensão de Jair Bolsonaro à presidência da República, mudou a correlação de forças, marcada por medidas impopulares e a regressão de direitos num governo ultraliberal, fundamentalista e militarizado – que vulnerabiliza as mulheres, sobretudo, as negras, as indígenas, de populações tradicionais, LGBTQI+, entre tantas outras.

E neste cenário complexo, que desqualifica o feminismo e viola os direitos das mulheres, o mundo vive uma profunda crise epidêmica e humanitária, que expõe ainda mais os fundamentalismos e as priva das liberdades de crenças. Romi Márcia Bencke, convidada da live e uma das articuladoras desta ação, fala sobre a importância da iniciativa: “A campanha reúne organizações de diferentes campos, aparentemente sem relação entre si, para afirmar que o fundamentalismo não é apenas retórica, mas ele é das diferentes expressões de violências, neste caso, a violência religiosa, que impactam na  vida das mulheres. Penso que esta articulação é inédita no Brasil.”, afirma Bencke.

Nos últimos anos, o racismo religioso se agravou muito no país. De acordo com os dados do Disque 100 – canal de denúncias contra a violação dos direitos humanos, somente no primeiro semestre em 2019, houve um aumento de 56% no número de casos de “discriminação religiosa”, na sua maioria contra as crenças como Umbanda e o Candomblés. Uma violência histórica, conectada ao racismo estrutural que vem desde a colonização, como tentativa de apagamento da cultura das pessoas trazidas da África e dos povos originários. Nesse sentido, a campanha tem uma perspectiva inter-religiosa de fortalecer as vozes das mulheres, valorizar as identidades culturais e religiosas e combater todas as formas de injustiça e opressão. 

O ato de lançamento contará com a participação da Yábassê do terreiro Ylê Obá Aganjú Okoloiá, Vera Baroni; a indígena mestre em antropologia, Elisa Pankararu; a teóloga e militante do movimento ecumênico Romi Bencke; e a feminista da Articulção de Mulheres Brasileiras Verônica Ferreira. A mediação ficará por conta de Yury Orozco, doutora em Teologia e Ciências da Religião.

 

Conheça as convidadas da live:

*Vera Baroni 

Yábassê do terreiro Ylê Obá Aganjú Okoloiá, fundadora da Rede de Mulheres de Terreiro de Pernambuco e Integrante da Articulação de Mulheres Negras Brasileiras – AMNB. 

*Elisa Pankararu 

Elisa Urbano Ramos, do Povo Pankararu, é Mestre em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco e coordenadora do Departamento de Mulheres Indígenas da APOINME (Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo).

*Verônica Ferreira

Pesquisadora e educadora do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, militante do Fórum de Mulheres de Pernambuco, Articulação de Mulheres Brasileiras e Articulación Feminista MARCOSUR.

*Romi Bencke

Teóloga, pastora da Igreja Luterana, militante do movimento ecumênico e do diálogo inter-religioso, e secretária-geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC).

* Yury Orozco

Teóloga, filósofa, Dra. em Ciências da Religião, Especialista em Políticas Públicas e projetos Sociais.  Projeto imigrantes e Refugiadxs: Desafios da Casa Comum.

 

Organizações realizadoras da Campanha:

Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (APOINME); Brot für die Welt (Pão para o Mundo); Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC); Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE); Evangélicas pela Igualdade de Gênero (EIG); Fórum Ecumênico; Fundação Luterana de Diaconia (FLD); Fundação Rosa Luxemburgo; Mulheres, Políticas Públicas e Sociedade (MUPPS); Instituto PACS – Políticas Alternativas para Cone Sul; Rede de Mulheres de Terreiro de Pernambuco;  Red de Teólogas, Pastoras, Activistas e Lideresas Cristianas (TEPALI); Projeto Imigrantes e Refugiados/as: Desafios da Casa Comum; e  SOS Corpo – Instituto Feminista para Democracia.

 

PROGRAMAÇÃO

O QUE: Live de lançamento da Campanha “TIRE OS FUNDAMENTALISMOS do caminho! – Pela Vida das Mulheres”

ONDE: https://www.facebook.com/tireosfundamentalismosdocaminho/

QUANDO: 17 de agosto de 2020, das 17h às 19h