Mais de 4 mil mulheres indígenas ocupam Brasília de 7 a 11 de Setembro na luta por direitos – Movimentos Sociais | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Movimentos Sociais Notícias

Data: 09.09.21

Mais de 4 mil mulheres indígenas ocupam Brasília de 7 a 11 de Setembro na luta por direitos

Mais de 4 mil mulheres de seis biomas brasileiros já estão em Brasília para a II Marcha Nacional das Mulheres Indígenas, acampadas no gramado da Funarte, no Eixo Monumental. Elas estão na capital em defesa de seus povos e territórios, e contra as políticas anti-indígenas do governo federal, que colocam em risco as demarcações de terra em todo o Brasil.

O acampamento teve início nesta  terça-feira (7) e segue até o próximo sábado (11), com a temática “Mulheres originárias: Reflorestando mentes para a cura da Terra”. No primeiro dia do encontro, organizado pela Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (Anmiga), as lideranças indígenas femininas da Amazônia, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica, Caatinga e dos Pampas já marcaram presença.

A CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço apoiou a ida de 154 mulheres de 24 etnias diferentes ao acampamento, com valor total de 125 mil reais em auxílio direto. São mulheres indígenas da Amazônia, do Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraná e Piauí. Juntamente a outras companheiras, elas acompanham a continuação do julgamento do marco temporal no Supremo Tribunal Federal.

foto: @webertdacruz @retratacaocoletivo : Site APIB

Programação da Marcha:

05/09
Dia Internacional das Mulheres Indígenas | Nota da Anmiga
Participação da Anmiga na Assembleia das Mulheres Indígenas Guarani kaiowá
Participação no ato do DIA DA AMAZÔNIA

06/09
Roda de conversa com as mulheres indígenas de diverso BIOMAS e 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal

07/09
Chegada e acolhimento das delegações

08/09
II Fórum Nacional de Mulheres Indígenas
08:30h – Memória Póstuma de Raissa Guarani kaiowá e Daiane Kaingan
09h – Ritual de abertura das mulheres Biomas
13h – Audiência – diálogo com as mulheres biomas sobre acesso ao direito: Violência, direitos Sociais e direitos humanos
14h – Acompanhamento do julgamento sobre o Marco Temporal, na tenda principal do acampamento.

09/09
08:00h – Marcha das Mulheres Indígenas
18:00h – Lançamento do ReflorestarMentes

10/09
08:00h – Grupo de Trabalho – Roda de Conversa por Biomas/Regionais sobre o ReflorestarMentes
19:00h – Desfile, Descolonizando Moda da ANMIGA, com a participação de outras mulheres de BIOMAS.

11/09
Retorno das delegações para seus locais de origem

 

 

 

#MulheresBiomas #MulheresAncestrais #PeloDireitoaVida #MarchaDasMulheresIndigenas

Com informações da APIB – Articulação dos Povos Indígenas do Brasil  e  da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (ANMIGA)