#MulheresLutamPraRespirar: Campanha projeta mensagens no 8 de março por todo país – Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Notícias

Data: 08.03.21

#MulheresLutamPraRespirar: Campanha projeta mensagens no 8 de março por todo país

Nesse mês de março, a Campanha “Tire os Fundamentalismos do Caminho – Pela Vida das Mulheres” espalha mensagens pela garantia e luta dos direitos das mulheres.

Projeção no Rio de Janeiro/RJ

Em meio aos recordes diários de óbitos da Covid-19 e o escancaramento das desigualdades e injustiças de gênero que só aumentam durante a pandemia, a Campanha “Tire os Fundamentalismos do Caminho – Pela Vida das Mulheres” lança projeções nas cidades brasileiras com o objetivo de denunciar como as mulheres estão mais vulneráveis à infecção e aos impactos socioeconômicos da pandemia.

Projeção em Salvador/BA

 

Essa ação se iniciou na noite do dia 08 de março, Dia Internacional de Luta das Mulheres,
com uma série projetações com a hashtag #MulheresLutamPraRepirar, enfatizando as identidades coletivas de segmentos que historicamente resistem aos processos de violações de direitos. O ato reforça ainda a defesa pela retomada democrática e a busca permanente por transformações políticas e sociais de enfrentamento ao capitalismo, patriarcado e racismo.

 

Rio de Janeiro – RJ

A ação foi realizada em grandes cidades como Salvador (BA), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Belém (PA) ,  Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF) e tomou conta das fachadas, paredes e prédios com mensagens como: “VACINA PARA TODAS JÁ!” e “VOLTA AUXÍLIO EMERGENCIAL!” para exigir do poder público políticas de amparo para as mulheres durante pandemia, vacinação para toda a população e o retorno do auxílio emergencial de R$ 600.

 

São Paulo – Capital

Ainda que as medidas de isolamento social não permitam às mulheres irem às ruas, o anseio de ocupar de alguma forma este espaço público impulsionou a ideia das projeções, para mostrar que com criatividade pode-se expressar a luta e denunciar as diversas formas de violência e opressão cometidas contra a vida das mulheres.

Recife – PE

Depois de quase um ano de campanha, começamos a olhar muito pra fora dela, no sentido de visibilizar essas lutas, amplificar e dar voz as mulheres. Então, esse ato no dia hoje apresenta as reivindicações por uma sociedade de direitos, mais livre, onde as mulheres possam transitar em paz, sem violência, sem feminicídio, com auxílio emergencial, com menos sobrecarga de trabalho e com reconhecimento do trabalho doméstico.”, descreve Aline Lima, coordenadora do Instituto Pacs e representante da campanha. E completa: “Esse ato também responde a uma série de arbitrariedades que nossos corpos têm sofrido ao longo de décadas e séculos.”, afirma Aline em referência a importância dessa ação.

Brasília – DF

A logística para a realização da ação envolveu esforços de organizações parceiras, com exibições de janelas e varandas, seguindo os protocolos de isolamento social e recomendações sanitárias.

Sobre a Campanha “Tire os Fundamentalismo do Caminho – Pela Vida das Mulheres”

Belém – Pará

A campanha é fruto de uma articulação entre organizações feministas, organizações ecumênicas, entidades religiosas de diferentes matrizes e cooperação ecumênica frente ao avanço dos fundamentalismos em ameaça aos direitos, à democracia e a vida das mulheres.

Lançada em agosto de 2020, a iniciativa tem como objetivo alertar a sociedade brasileira sobre o avanço dos fundamentalismos e o risco que isso representam à vida das mulheres. A ação também tem como finalidade reafirmar a importância da pluralidade de crenças e apontar caminhos e práticas que levem à uma cultura de respeito e de valorização da diversidade. O lançamento pode ser acessado na página Tire os Fundamentalismos do Caminho, no Facebook.

Brasília – DF

A campanha está aberta a adesão de outras organizações, clicando aqui. Nele você pode se inscrever também para receber pelo celular os materiais da campanha e saber mais sobre a programação das próximas ações.

Belo Horizonte – MG / Apoio @projetemos