Nota em solidariedade e apoio ao Movimento Sem Teto da Bahia: despejo zero! – Movimentos Sociais | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Movimentos Sociais Notícias

Data: 30.03.21

Nota em solidariedade e apoio ao Movimento Sem Teto da Bahia: despejo zero!

Acompanhamos com indignação os despejos e remoções que já deixaram milhares de famílias desabrigadas em todo o Brasil em plena pandemia de Covid 19, no mesmo momento em que o lema do “ficar em casa” é tido como fundamental para salvar vidas. Outras famílias, muitas delas chefiadas por mulheres negras, dormem sob a ameaça de amanhecer sem teto e sem proteção, devido a despejos. Na Bahia, essa situação atinge ocupações urbanas, sem terra, comunidades tradicionais de fundo e fecho de pasto e povos indígenas, entre outros segmentos já historicamente impactados pelo racismo e pelas desigualdades sociais.

Ao longo dos anos a CESE tem apoiado pequenos projetos de inciativa do MSTB, em importante parceria, envolvendo atividades de formação, comunicação e incidência. As últimas ações apoiadas executadas pelo Movimento envolveram ajuda humanitária e segurança alimentar no contexto da pandemia de Covid-19, com doação de cestas básicas, materiais de higiene e equipamentos de proteção para moradores/as em situação de vulnerabilidade, incluindo famílias da ocupação Marielle Franco.

Dessa forma, neste momento a CESE se solidariza com o Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB) diante das ameaças de despejo através de reintegrações de posse contra as ocupações Marielle Franco e Nova Conquista, no município de Simões Filho, na Bahia, e se se posiciona pela suspensão das medidas de remoção, incompatíveis com a proteção de direitos humanos e com a preocupação com o destino das famílias que ficarão sem moradia, ainda mais expostos a riscos durante a pandemia e sofrendo danos psicológicos da incerteza sobre suas vidas, situação agravada pela crise sanitária, econômica e social no país.

A CESE se soma a esse clamor por justiça: despejo zero pela vida no campo e na cidade!

Salvador, 30 de março de 2021