Notícias

Data: 28.08.17

Oficina de mobilização de recursos locais une participantes do Programa Virando o Jogo

Representantes de organizações sociais de 11 estados do Brasil (Bahia, Alagoas, Paraíba, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul), que tiveram seus projetos aprovados no Programa de Pequenos Projetos, na modalidade de Dupla Participação, estiveram em Salvador entre 23 e 25 de agosto para participarem da Oficina de Mobilização de Recursos Locais, promovida pela CESE.

O curso faz parte do programa Virando o Jogo, ministrado no Brasil pela CESE, parceira da organização Gansos Selvagens (idealizadora do programa) e MDF.

Durante três dias, os/as participantes/as refletiram sobre a importância da mobilização de recursos locais para manutenção das ações das organizações; técnicas de comunicação das causas e projetos sociais para sensibilizar possíveis doadores/as; como analisar, decidir e executar um plano de mobilização de recursos; entre outros assuntos relevantes para sustentabilidade das organizações.

Viviane Onuczak, do IPE-CAMPO – Instituto de Pesquisa e Educação do Campo, avalia que a formação irá agregar conhecimentos à organização – que, segundo ela, nunca fez atividades de mobilização de recursos local (com empresas e indivíduos). “Ela [a organização] atua no município de Veranópolis, mas nunca fez ações locais. Então essa metodologia vai contribuir muito com a nossa atuação local, para que a gente ganhe o município a favor da nossa causa. O curso, nesses três dias, foi fundamental para a capacitação técnica nas diversas áreas, porque tivemos esses desafios de comunicação, de pensar o financeiro, de como é importante e fundamental na organização a gente ter um trabalho em equipe e ganhar esses sujeitos internos também para nossa causa. A CESE tem sido essencial nesse apoio às organizações e com certeza transforma a vida de nossos trabalhadores e trabalhadoras urbanos e rurais e da nossa juventude”, pondera a participante proveniente do Estado do Rio Grande do Sul.

Sobre a Metodologia de Dupla Participação

Defesa de Direitos e estímulo à sustentabilidade das organizações: esses são os pilares da metodologia da dupla participação, que desde 2007 é desenvolvido pela CESE. Já foram apoiadas cerca de 250 projetos, beneficiando aproximadamente 80 mil pessoas.

O principal objetivo da CESE com a metodologia é incentivar organizações a realizar ações de mobilização de recursos em suas comunidades. O programa faz parte de uma parceria internacional com as organizações Smile Foundation (Índia) e KCDF (Quênia), também apoiadas pelo governo holandês por meio da organização Wilde Ganzen.

Em 2014, o Programa foi premiado como uma ação que contribui para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.