Projeto promove rodas de cuidado e conhecimento entre mulheres em Petrolina – Movimentos Sociais | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Movimentos Sociais Notícias

Data: 11.11.22

Projeto promove rodas de cuidado e conhecimento entre mulheres em Petrolina

Apoiada pelo Programa de Pequenos Projetos da CESE, a iniciativa da Associação Anglicana do Nordeste e Mãos Solidárias Petrolina atende mulheres de baixa renda

Mulheres de Petrolina contam com uma série de formações profissionais e práticas de autocuidado através das ações do projeto Centro de Formação Popular – Rodas de Cuidado e Conhecimento, iniciativa da Associação Anglicana do Nordeste e Mãos Solidárias Petrolina, que contou com apoio do Programa de Pequenos Projetos da CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço. Em 2022, cerca de 80 pessoas foram formadas pelo Centro, com maior parte de mulheres atendidas.

O Projeto Mãos Solidárias Petrolina atua junto a mulheres mães em situação de vulnerabilidade social, com fortes sinais de empobrecimento, tendo em sua maioria mulheres negras, periféricas, com filhos em idade escolar e com baixa qualificação profissional. “Muitas das mulheres atendidas sobrevivem de bicos, catação de materiais recicláveis, trabalhos temporários na fruticultura irrigada. Vivem em moradias precarizadas, em área de ocupação com barracos em situações insalubres. Outras moram de aluguel”, explica Juzileide Carvalho do Nascimento, integrante da diretoria do Centro.

Com funcionamento no prédio do Mãos Solidárias Petrolina, o Centro de Formação Comunitária deu início a suas atividades no início do ano de 2021. Ainda no início do trabalho, foi feito um levantamento junto às mulheres beneficiárias do Banco de Alimentos e uma escuta qualificada para compreender mais profundamente suas principais necessidades, desejos e sonhos. De acordo com a mobilizadora do projeto, “as mulheres apontaram como principais demandas o acesso à alimentação em quantidade e qualidade nutricional, moradia digna, trabalho formal e condições para empreendimento pessoal, além do acesso à justiça”.

Foi a partir desse trabalho que nasceu a demanda das primeiras Rodas de Cuidado e Conhecimento, que ocorreram semanalmente, nas tardes de quinta-feira, com um público médio de 20 mulheres por atividade desde 2021. A parceria com a CESE possibilitou mobilizar mais mulheres para o ciclo formativo em 2022.

“A parceria com a CESE possibilitou aproximar outros parceiros, porque à medida que as atividades eram divulgadas outras pessoas e instituições se propuseram apoiar as ações do Mãos Solidárias Petrolina”, explica Juzileide. As instituições que já estavam no processo perceberam a necessidade de manter o compromisso social com as famílias beneficiárias e apostar na continuidade do trabalho. “Um grande exemplo é a instituição de ensino IF-SERTÃO, que continua proporcionando formação na área de iniciação musical das crianças filhas das participantes do projeto” revela a representante do grupo.

FORMAÇÃO – Dentro das rodas são compartilhados conteúdos para formação profissional, para crescimento das mulheres e a auto-organização comunitária. “As atividades formativas alternaram-se entre oficinas práticas e rodas de conversas com temáticas bastante alinhadas entre si. Entendemos que para o aprendizado profissionalizante é necessário que as mulheres se sintam fortalecidas em outras dimensões. Nesse sentido, as atividades contribuíram para o aprendizado prático e de autocuidado”, acrescenta Juzileide. Em sua avaliação, é notório que as ações contribuíram para o fortalecimento da autoestima, melhoria das relações interpessoais, autoconfiança. Segundo ela, “no processo as próprias mulheres descobriram novas habilidades culinárias e interesse pela panificação e confeitaria”.

Vale o destaque para a formação em Panificação e Doceria. “O maior resultado foi o aprendizado em si. Algumas mulheres passaram a empreender em casa, produzindo pães e bolos. Outras estão se dedicando a trabalhar coletivamente na cozinha do Mãos Solidárias. Essas que integram o trabalho coletivo estão vivenciando um processo de aprendizado sobre, como lidar com o público consumidor, como gerenciar as finanças. Um dos maiores avanços proporcionado pelo projeto” afirma a membra da diretoria.

Maria Aparecida Mendes Feitosa tem 32 anos e participou da formação em Panificação e Doceria. Ela conta que “nunca tinha feito nada assim na área de Culinária e não tinha experiência com bolos, salgados, e doces. Foi algo novo, diferente que o curso me proporcionou. Para mim, o que eu mais gostei foi  aprender e colocar em prática”. Para ela, as rodas abriram a possibilidade para as descobertas e experimentações. “O que eu aprendi no curso foram coisas que dá para você fazer na sua casa; dá para você investir e ganhar um dinheirinho e ter uma renda, fazendo os produtos, os lanches que a gente aprendeu no curso. Eu só tenho a agradecer porque foi uma experiência maravilhosa”, conclui a participante do curso. Nesta capacitação, ela e outras mulheres foram formadas para produção e venda de alimentos, promovendo autonomia financeira de mulheres (orçamento doméstico, orientações básicas de administração e finanças etc.).

Já na perspectiva de Crescimento Pessoal e Auto-organização Coletiva para Cuidado Mútuo, as atividades prepararam mulheres para liderar suas ruas e bairros na promoção de cidadania feminina. Aqui o foco está na promoção da garantia de direito das mulheres e construção de rede local de enfrentamento das violências familiares e comunitárias contra mulheres e crianças.

As participantes ainda contaram com as Rodas de Incentivo à Leitura e Pesquisa: cultivar nas crianças e adolescentes da comunidade o prazer da leitura literária e da investigação científica, promovendo a circulação de conhecimentos conscientizadores, o letramento/alfabetização e adesão ao ensino escolar.

O Centro conta com o apoio voluntário de profissionais das áreas de Saúde, Psicologia, Yoga, Dança, Letras, Assistência Social, Direito, Marketing, Panificação, Produção de Salgados e Doces, o que permitiu o início do trabalho de atendimento ao público.