Música e Direitos Humanos: 4ª edição lota o Teatro Alves – Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Notícias

Data: 19.04.18

Música e Direitos Humanos: 4ª edição lota o Teatro Alves

A 4ª edição do Show Música e Direitos Humanos teve os ingressos esgotados e o resultado resplandeceu durante o espetáculo: casa cheia, com 1.500 lugares preenchidos, para celebrar o trabalho da CESE e o concerto inédito, em Salvador (BA), entre a Orkestra Rumpilezz e o cantor e compositor Gilberto Gil. Toda renda do espetáculo será revertida para os projetos sociais que a CESE apoia.

 

A edição deste ano foi especial, já que a CESE completa 45 anos de atuação em todo o Brasil. Para registrar essa marca na história da organização, este ano o Projeto Música e Direitos Humanos trouxe um diferencial: um ensaio aberto para jovens da Rumpilezzinho (iniciativa de inclusão social por meio da música, promovida pela Orkestra Rumpilezz) e de projetos apoiados pela Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Acopamec, GAEEC, Levante Popular da Juventude e Reprotai).

Dando continuidade à comemoração, foi relançada neste ano a cartilha sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Para ampliar o alcance do material, também foi realizada, no dia do show (14/04), no foyer do Teatro Castro Alves, exposição celebrativa dos 70 anos da Declaração Internacional dos Direitos Humanos. O público presente pode entrar em contato com os 30 artigos da Cartilha de DH, que teve design gráfico elaborado pela Bamboo Editora.

 

A apresentadora da TVE, Vânia Dias, acolheu a plateia, apresentando o trabalho da CESE, o Projeto e as atrações que viriam a seguir. A Orkestra Rumpilezz abriu as apresentações, com seu grupo orquestral que reúne percussão e sopros, dando protagonismo à música ancestral baiana, vindas dos terreiros de candomblé, sob influência do jazz moderno. Em seguida,Gil  juntou-se ao conjunto e entoou sucessos como “Aqui e agora”; “Logunedé”; a “Raça Humana”, “A Paz” e “Balafon”.