Um bom pastor com cheiro de ovelha – Ecumenismo | Notícias | Cese | Coordenadoria Ecumênica de Serviço

Ecumenismo Notícias

Data: 25.04.21

Um bom pastor com cheiro de ovelha

(Foto: Luis Miguel Modino)

 

“Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem” (Jo 10,14)

 

No domingo em que a leitura do evangelho foi sobre o bom Pastor que conhece e cuida de suas ovelhas, recebemos a triste notícia da morte de D. André de Witte.

Desde que chegou ao Brasil, a vida de D. André refletia sua identificação com as causas sociais, especialmente dos agricultores/as. Ele demonstrou ser um pastor dedicado que defendia os direitos das pessoas mais fracas. Esta profunda identificação e fidelidade ao Deus dos pobres e aos pobres da terra o levou a ser designado, pela CNBB, como Bispo referencial da CPT, tendo sido nos últimos tempos seu presidente.

A CESE teve a honra de contar com sua presença atenta, cuidadosa e profética em sua Diretoria Institucional, nos anos de 2006 a 2009, e depois em seu Conselho Fiscal, entre 2012-2015 como representante da Igreja Católica Romana. Seu olhar atento aos detalhes, sua presença pastoral e sua atitude de moderador foi sempre apreciada e respeitada por aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-lo nas assembleias ou fora delas.

Neste momento de graves ameaças aos movimentos sociais e de retirada de direitos desejamos que sua mensagem continue ecoando em muitos ouvidos: “para que possamos resgatar a democracia, vencer a tentação da intolerância e dialogar sempre para anunciar o Reino de Deus, sendo sal da terra e luz do mundo”.

A Equipe e a Diretoria da CESE, tristes com a partida de D. André, solidarizam-se com a Comissão Pastoral da Terra, a Diocese de Ruy Barbosa e todo o povo que, neste momento, sente a perda de seu “Pastor com cheiro de ovelha” na esperança de que sua trajetória possa ser alento e inspiração em tempos difíceis. Que não esqueçamos de uma das suas preciosas lições: “Ser discípulo de Jesus não é só rezar e celebrar, mas é também compromisso com a vida!”